Fórmula 1

Chefe da Mercedes culpa pilotos por não poder relaxar no segundo semestre

Dan Istitene/Getty Images
Imagem: Dan Istitene/Getty Images

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Barcelona (ESP)

07/08/2016 06h00

Após 12 etapas disputadas no mundial, a Mercedes já tem mais de 150 pontos de vantagem para a segunda colocada. Mas nem assim o chefe Toto Wolff admite parar com o desenvolvimento do carro desta temporada. E culpa os pilotos por isso.

Wolff lembrou que colisões como a que tirou Nico Rosberg e Lewis Hamilton da corrida da Espanha custaram dezenas de pontos para o time, e defendeu que o fato da Mercedes não ter uma vantagem maior acaba atrasando o desenvolvimento do carro do ano que vem, em que haverá uma grande mudança de regulamento.

“Gostaria de ter aqueles 80 pontos que perdemos e demos para nossos rivais. Mas as coisas poderiam ficar chatas, eu acho”, ponderou Wolff, reconhecendo a dificuldade de decidir quando focar totalmente em 2017.

“Avaliamos toda semana quanto dos recursos vão para o carro deste ano e quanto fica para 2017 - e já tem muito sendo desviado para o ano que vem. É uma decisão complicada e acho que já há equipes que pararam com o carro de 2016 bem cedo, e isso pode ser uma vantagem porque você aprende muito nas primeiras semanas e começar três ou quatro semanas depois pode fazer muita diferença. Então é uma questão que nos perguntamos toda semana.”

As performances da Mercedes na pista, contudo, deveriam servir para deixar o austríaco tranquilo. Especialmente nas últimas cinco provas, a Mercedes sequer foi ameaçada pelos rivais, demonstrando até mais força em algumas ocasiões do que nos últimos dois anos, em que venceu o mundial de construtores por antecipação.

Para Wolff, isso tem a ver com a maneira como o time trabalha com os pneus. “Acho que estamos conseguindo acertar bem o carro e deixar os pneus na janela de temperatura correta. Vimos isso com a Ferrari nas últimas provas e com a Williams, que pareceram estar com carros muito difíceis de pilotar nas últimas provas.”

Mesmo com as reclamações do chefe, a Mercedes tem ampla vantagem na temporada: após 12 das 21 etapas disputadas, o time tem 159 pontos a mais que a segunda colocada, a Red Bull.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Redação
Redação
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Topo