Fórmula 1

Button renova com a McLaren, mas não competirá em 2017

Clive Mason/Getty Images
McLaren quer utilizar Button como embaixador da equipe no próximo ano Imagem: Clive Mason/Getty Images

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Monza (Itália)

03/09/2016 12h09

Jenson Button renovou contrato com a McLaren por mais dois anos, mas não estará no grid na próxima temporada. Ao se tornar "embaixador" do time, o inglês abre espaço para a estreia oficial do belga Stoffel Vandoorne, que pilotará ao lado de Fernando Alonso em 2017.

Em comunicado oficial, a McLaren explicou que Button servirá como um piloto reserva ano que vem. A aposta do campeão de 2009 seria voltar ao cockpit no caso de Alonso não renovar seu acordo, que termina ao final de de 2017. O espanhol já disse em algumas oportunidades que pretende parar de correr na Fórmula 1 caso não goste dos novos carros, que vão estrear no próximo ano.

A saída de Jenson Button da McLaren na próxima temporada era dada como certa. Isso porque a equipe queria dar lugar ao jovem piloto de testes do time, que declarou nos últimos dias que teria de estar no grid "de um jeito ou de outro". Vandoorne foi o campeão da GP2, principal categoria de acesso, com ampla vantagem em 2015 e acabou sendo improvisado na Super Fórmula neste ano para manter-se em atividade. O belga de 24 anos já disputou uma corrida, no Bahrein, no início do ano, substituindo Alonso após o espanhol fraturar as costelas em acidente na Austrália.

"Ele merece um lugar na Fórmula 1", disse o chefe da Mercedes, Toto Wolff. "Ele dominou a GP2 de uma maneira muito especial e se caras como Stoffel não chegarem à F-1, o sistema está errado." Wolff, inclusive, chegou a dizer que a McLaren seria "maluca" em não aproveitar seu jovem piloto e chegou a indicar que a Mercedes tentaria atraí-lo caso ele não tenha uma vaga como titular no próximo ano.

Do lado de Button, o inglês declarou que "precisava de um descanso", algo que percebeu durante as férias de agosto e, desde então, negociou seu novo papel com a McLaren. Ainda assim, o piloto disse que continuará trabalhando duro. "Farei trabalho no simulador, vou me manter atualizado, vou treinar como vocês nunca viram e vou a várias corridas para me certificar de que tudo está no caminho certo. E também farei várias coisas que não pude nos últimos 17 anos, viver de acordo com minha agenda, acordar quando quiser, fazer o que quiser por vários dias por ano. Mais importante: vou ficar mais tempo com minha família e amigos, algo que não fiz nos últimos 17 anos", disse, referindo-se a desde quando começou a carreira em carros de fórmula.

 

 

 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Topo