Topo

Fórmula 1

Alonso faz primeira melhor volta da McLaren-Honda desde os tempos de Senna

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Monza (ITA)

04/09/2016 12h32

Após uma corrida frustrante, em que chegou a almejar os pontos, mas se viu lutando por posições intermediárias, Fernando Alonso conseguiu um feito curioso: fez um pit stop a poucas voltas do fim e obteve a melhor volta da prova. Trata-se da primeira de um carro equipado com o motor Honda desde o GP de Portugal de 1992, com Ayrton Senna, o que significa que os japoneses não conseguiram o feito quando retornaram à categoria como donos de equipe, nos anos 2000. Isso, em um circuito de alta velocidade, no qual o motor nipônico perde em relação aos demais.

“A volta rápida foi uma boa notícia, pelo menos. Tínhamos pneus novos no final para as últimas duas voltas e pelo menos essa estatística melhora”, disse o espanhol, que foi irônico no rádio durante a prova, rindo do engenheiro quando este lhe falava de suas chances no GP. “Mas ter a volta mais rápida não muda nada. Estivemos fora dos pontos pela maior parte da corrida.”

Após largar bem, Alonso chegou a andar no top 10 até que teve um pit stop lento por um problema no semáforo de sua equipe. “A partir disso, a corrida mudou. Tive de forçar muito depois do pitstop mas recuperar o tempo perdido e os pneus se acabaram, então acho que isso comprometeu um pouco nossa corrida. Mas ao invés de terminar em 11º, estava em 13º e sempre fora dos pontos, então não muda muita coisa”, afirmou o espanhol, que já avisara antes da prova que esperava um final de semana difícil para a McLaren.

“Sabíamos que seria difícil, e foi. A esperança é que cheguem circuitos melhores para nós”, completou o piloto. Jenson Button, que anunciou que seguirá na McLaren, mas não como piloto titular em 2017, foi o 12º.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!