Fórmula 1

Empresa dos EUA confirma acordo para comprar a Fórmula 1 por R$ 25 bilhões

Murad Sezer/Reuters
Bernie Ecclestone seguirá como CEO da Fórmula 1 Imagem: Murad Sezer/Reuters

Do UOL, em São Paulo*

07/09/2016 19h00

A empresa norte-americana Liberty Media confirmou nesta quarta-feira (7) que chegou a um acordo para comprar a Fórmula 1 por 8 bilhões de dólares (cerca de R$ 25,9 bilhões).

A categoria é controlada há mais de 30 anos pelo magnata britânico Bernie Ecclestone, que permanecerá no cargo de CEO da F-1 após a venda e completará 86 anos no fim de 2016. Ele é o responsável por negociar contratos com as equipes e circuitos e por fechar acordos de direitos de transmissão de TV.

"Eles querem que eu fique por três anos", disse Ecclestone à agência Reuters. "Por conta de tudo o que está sendo negociado, não vou para o GP de Cingapura. Eles querem que eu fique em Londres para ajudá-los, então não posso me ausentar por cinco ou seis dias".

O acordo prevê que a Liberty tenha imediatamente 18,7% das ações da Fórmula 1 por 746 milhões de dólares (R$ 2,4 bilhões). O restante do negócio deve ser concretizado até o primeiro trimestre de 2017.

A Liberty Media é uma gigante do ramo das comunicações cujo acionista majoritário é o norte-americano John Malone. Entre os outros investimentos do grupo, estão o clube de beisebol Atlanta Braves e empresas como Live Nation, Time Warner e Viacom. Após completar a compra, a Liberty deve mudar seu nome para Formula One Group.

O comunicado acrescentou que Chase Carey, o vice-presidente executivo da 21st Century Fox, de Rupert Murdoch, e diretor da dona da Sky News, vai assumir como presidente do conselho da empresa mãe da Fórmula 1, com Ecclestone permanecendo como presidente da empresa.

"Eu admiro bastante a Fórmula 1 como uma franquia única de entretenimento global esportivo, que atrai centenas de milhões de torcedores a cada temporada em todo mundo”, afirmou Carey. "Eu vejo uma grande oportunidade para ajudar a Fórmula 1 a continuar a desenvolver e prosperar para o benefício do esporte, dos torcedores, das equipes e dos investidores.”

Com Reuters

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Topo