Fórmula 1

Nasr muda discurso e vê atraso em decisão sobre 2017 em mercado 'travado'

Andrew Boyers Livepic/Reuters
Imagem: Andrew Boyers Livepic/Reuters

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Cingapura

15/09/2016 09h46

Um dos pilotos que ainda não estão confirmados para a próxima temporada, Felipe Nasr admitiu que a decisão sobre seu futuro pode demorar mais do que o esperado. O brasileiro vinha dizendo que esperava uma definição em setembro, mas agora crê que possa levar mais tempo para fechar um contrato.

“É difícil falar. Por enquanto, não tenho novidade. Vamos esperar Pode acontecer neste mês, mas não garanto nada. É o momento de focar na pista, no trabalho. E o que for melhor vai chegar”, disse o piloto, que pode permanecer na Sauber, mas também estaria na briga por uma vaga na Williams e corre por fora na Renault.

Não é apenas a decisão de Nasr que pode demorar mais que o esperado. Considerado o nome mais importante para mexer as peças do mercado, Sergio Perez esperava anunciar seu futuro neste final de semana, mas a decisão ficou para a próxima etapa, na Malásia, em duas semanas. O piloto tem contrato com a Force India, mas seus patrocinadores estariam tentando encontrar uma vaga melhor.

“Eu tentei, queria estar em posição de anunciar meus planos nesta semana. Obviamente, houve alguns atrasos, mas realmente espero que, antes da próxima corrida, possamos anunciar onde vou correr.”

O mexicano, a exemplo do que fez há duas semanas, em Monza, voltou a deixar clara sua intenção de permanecer na Force India. “Eu sempre disse que estaria feliz se pudesse ficar e tudo está certo para mim para eu ficar onde estou.”

Outro piloto que tem contrato para o ano que vem, mas vem tendo o nome bastante comentado é Carlos Sainz. O espanhol é o preferido da Renault, que estaria negociando a contratação de seus serviços em troca do fornecimento de motores para a Toro Rosso na próxima temporada. Sainz, no entanto, diz que não comenta rumores.

Seu atual companheiro, Daniil Kvyat, por sua vez, disse que ainda não começou a conversar com a Toro Rosso para o ano que vem. Depois de ser rebaixado da Red Bull após quatro provas neste ano, o russo não tem feito um grande trabalho no time e seu  futuro foi colocado em dúvida.

“Quando o momento chegar, vamos conversar, mas ainda não chegou a hora. É algo entre mim e a Red Bull. Sempre fui leal a eles, e agora vou dar meu melhor para a Toro Rosso.”

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Redação
Redação
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Topo