Fórmula 1

'É um calor sem fim', revela Nasr após sofrer no cockpit em Cingapura

Mohd Rasfan/AFP
Imagem: Mohd Rasfan/AFP

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Cingapura

17/09/2016 07h06

Mesmo após um treino livre que durou 1h30 e no qual os pilotos não ficam por todo tempo na pista já dava para perceber o cansaço na postura de vários pilotos. Afinal, mesmo sendo disputado à noite, o GP de Cingapura sempre conta com temperaturas acima dos 30ºC, amplificadas por uma alta umidade relativa do ar, fazendo com que a sensação dentro do cockpit seja muito pior.

“Acho que vale destacar bem para as pessoas que talvez não tenham total conhecimento: é uma pista que coloca os pilotos em uma condição extrema de desgaste físico”, contou Felipe Nasr ao UOL Esporte. “Nos treinos livres, acabamos perdendo dois ou três quilos só de líquido. A corrida, que sempre chega perto de 2h, é bem desgastante. É um calor que parece sem fim, não tem ventilação. Você abre a viseira e não tem ar.”

Durante a entrevista, o piloto brasileiro usava uma jaqueta com gelo, para diminuir a temperatura do corpo, e se hidratava com um eletrolítico preparado sob medida por seu preparador físico.

“Toda vez que a gente volta aqui é uma surpresa. Você tem, durante o ano, uma noção de como sente-se no carro e, quando chega aqui, sente que tudo é mais difícil. Mas é assim para todo mundo. Por isso quem estiver bem preparado leva vantagem.”

Mas Felipe Massa passou por situações piores do que Nasr viveu hoje. Afinal, o brasileiro vem a Cingapura desde a primeira edição, em 2008, quando os carros eram mais rápidos durante a corrida, já que havia reabastecimento e os pneus eram mais duráveis. E lembra que era bem mais sofrido correr em Marina Bay.

“Era mais cansativo porque a gente virava tempos mais rápidos, então tinha mais força G afetando o corpo pois, quanto mais rápido você está na curva, mais força você faz. O carro tinha mais carga aerodinâmica e o pneu gastava menos e a gente mantinha um ritmo muito mais rápido.

Com esse carro é muito mais fácil, mas acho que vai ficar difícil de novo ano que vem. Não vou estar aqui, então posso relaxar um pouco mais na minha vida”, brincou.

As atividades para o GP de Cingapura continuam neste sábado com o terceiro treino livre, que será disputado a partir das 7h, e a classificação começa às 10h. O GP, no domingo, tem largada às 9h.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Redação
Redação
Redação
Blog do Carsughi
Blog do Carsughi
UOL Esporte
Redação
Redação
Redação
Blog do Carsughi
Redação
Redação
Blog do Carsughi
Blog do Carsughi
Blog do Carsughi
Redação
Blog do Carsughi
Redação
Redação
AFP
Redação
Blog do Carsughi
Blog do Carsughi
Blog do Carsughi
Blog do Carsughi
Redação
Blog do Carsughi
Blog do Carsughi
Redação
Redação
Blog do Carsughi
Redação
Redação
Blog do Carsughi
Redação
Blog do Carsughi
Blog do Carsughi
Redação
Blog do Carsughi
Redação
Blog do Carsughi
Redação
Blog do Carsughi
Redação
Blog do Carsughi
Redação
Redação
Redação
Redação
Blog do Carsughi
Da Redação
Topo