Fórmula 1

Apagado, Hamilton perde liderança, mas promete 'dar tudo o que tiver'

Lars Baron/Getty Images
Imagem: Lars Baron/Getty Images

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Cingapura

18/09/2016 14h29

Lewis Hamilton passou todo o final de semana apagado em Cingapura e foi totalmente dominado por Nico Rosberg, que venceu pela terceira vez seguida e retomou a ponta do campeonato, liderando com 8 pontos de vantagem. Apesar de ainda faltarem seis etapas para o final do ano e de 150 pontos ainda estarem em jogo, o inglês vê sua situação mais complicada do que nas últimas temporadas.

“É bem diferente do que aconteceu no ano passado. Agora estou oito pontos atrás no campeonato, mas estamos na luta e vou dar tudo o que eu tiver”, garantiu após o terceiro lugar em Cingapura.

“Parabéns para o Nico, que pilotou de maneira fantástica por todo o final de semana. Este GP foi complicado para mim. Estava com dificuldades para manter os freios na temperatura certa, e só no final consegui mantê-los sob controle porque, como o carro estava mais leve, também ficou mais fácil manter as temperaturas mais baixas.”

O alemão, por sua vez, reconhece que a sequência de vitórias, que começou há menos de um mês, na Bélgica, o deixa animado para as próximas etapas. Mas Rosberg garante que estar em primeiro ou segundo no campeonato não faz diferença.

“Vim aqui para vencer e consegui. Estou com uma boa sequência e vou tentar levar isso para a Malásia. Foi um final de semana incrível, desde a pole position. Mas não estou focado nos pontos, só quero pensar na vitória de cada corrida.”

Apesar de ter sido de ponta a ponta, a vitória de Nico esteve longe de ser tranquila. Depois do segundo colocado, Daniel Ricciardo, ter feito uma parada inesperada a cerca de 15 voltas para o final, adotando um ritmo bem mais forte com pneus novos, o alemão teve de se segurar na ponta. E conseguiu por apenas quatro décimos.

“Não poderia ir para o box também porque foi muito lento com os retardatários naquela volta, então decidimos não parar. Foi melhor assim ainda que tenhamos tido alguns problemas com os freios. Fazer duas paradas era nosso plano desde o começo, foram eles que mudaram. Quando comecei a última volta, sabia que seria o suficiente porque os pneus dele já não estavam tão novos.”

A conquista em Cingapura é a oitava vitória de Rosberg no ano e foi conquistada justamente no GP de número 200 do alemão.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Topo