Topo

Fórmula 1

Primeiro título de Alonso faz 11 anos. Mas para ele, 'parece que foi há 20'

Mark Thompson/Getty Images
Imagem: Mark Thompson/Getty Images

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Sepang (Malásia)

25/09/2016 06h00

Só três dos pilotos do atual grid, Jenson Button, Felipe Massa e Kimi Raikkonen, alinharam dia 25 de setembro de 2005 para a corrida que daria a Fernando Alonso seu primeiro título mundial, estatística que dá a medida de como muita coisa mudou na F-1 desde então. Naquele GP do Brasil, a impressão era de que nascia ali um novo dominador da Fórmula 1, que substituiria o heptacampeão Michael Schumacher. Onze anos depois, o hoje piloto da McLaren amarga a terceira temporada completa sem vitórias e já faz planos para a aposentadoria.

“Espero que possa ser campeão novamente. Parece que faz mais tempo do que isso - parece que se passaram uns 20 anos. Mas, se não conseguir fazer isso aqui, há outras categorias para ser campeão mundial também.”

O espanhol refere-se especialmente ao Mundial de Endurance, pelo qual demonstrou interesse em algumas oportunidades. Enquanto isso, deposita no novo regulamento, que estreia na próxima temporada, a esperança de voltar a vencer na F-1.

O piloto tem mais um ano de contrato com a McLaren, que também aposta no novo regulamento para dar um salto de qualidade depois de sofrer nas duas últimas temporadas com o fraco desempenho do motor Honda.

“Acho que minha maior pergunta agora é o quanto vou gostar de pilotar o carro do ano que vem. Se continuar como está agora, economizando combustível, pneus, pilotando com 90% da capacidade e se eu não puder forçar como era antes, ano que vem será meu último”, reconheceu o espanhol.

De fato, a Fórmula 1 do título de 11 anos atrás era bem diferente: motores V10, aerodinâmica mais liberada, reabastecimento e pneus de alta durabilidade geravam um esforço físico e mental maior do que hoje. Para a próxima temporada, a Pirelli promete pneus mais duráveis e carros até 5s por volta mais rápidos. Só não se sabe se será o suficiente para Alonso voltar aos velhos tempos e tornar-se o campeão com mais anos entre dois títulos da história. O recorde é de Niki Lauda, que conquistou títulos em 1977 e em 1984. Já o espanhol enfrenta uma seca de 10 anos, após o bi em 2006.

Só três dos pilotos do atual grid, Jenson Button, Felipe Massa e Kimi Raikkonen, alinharam dia 25 de setembro de 2005 para a corrida que daria a Fernando Alonso seu primeiro título mundial, estatística que dá a medida ","image":{"sizes":null,"height":300,"width":615,"crops":"80x80;100x70;128x96;142x100;142x200;300x100;300x200;300x300;300x420;300x500;615x300;450x500;564x430;615x470;956x500;1024x768;1920x1080;1280x1920","src":"http://conteudo.imguol.com.br/c/esporte/2013/11/20/250905---fernando-alonso-festeja-titulo-da-f-1-apos-o-gp-brasil-1384987043420_615x300.jpg","type":"","titulo":"","credito":"Mark Thompson/Getty Images"},"date":"25.09.2016 06h00","kicker":"UOL Esporte - F-1"}}' cp-area='{"xs-sm":"49.88px","md-lg":"33.88px"}' config-name="esporte/esporte.f1">

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!