Fórmula 1

Última vitória de Schumacher, há 10 anos, colocou fogo no campeonato

Paul Gilham/Getty Images
Imagem: Paul Gilham/Getty Images

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Sepang (Malásia)

01/10/2016 03h43

Lewis Hamilton arrasava a concorrência na GP2, Sebastian Vettel liderava treinos livres como piloto de testes da BMW e Max Verstappen estava no Ensino Fundamental quando Michael Schumacher venceu sua última corrida na Fórmula 1, há 10 anos, dia 1º de outubro de 2006.

A conquista no GP da China foi ao mesmo tempo inesperada e importantíssima para o alemão na acirrada disputa com Fernando Alonso pelo título daquela temporada. O então piloto da Ferrari chegou à Xangai a dois pontos do espanhol e reconhecendo que suas últimas performances no circuito não tinham sido muito boas. Sua equipe, contudo, estava em boa fase, com vitórias nas duas etapas anteriores e o heptacampeão vinha em plena ascensão no campeonato.

As coisas não pareciam boas quando Schumacher se classificou em sexto. A pole ficou com Fernando Alonso, que começou a prova pulando na ponta  e se aproveitando do fato de ter chovido antes da largada, o que beneficiava os pilotos que usavam pneus Michelin.

O espanhol chegou a abrir 25s em relação a Schumacher mas, com a pista secando, o jogo virou em favor dos pneus Bridgestone. No primeiro pit stop, Schumacher e Fisichella, na época companheiro de Alonso na Renault, permaneceram com os mesmos pneus, mas Alonso trocou os dianteiros. A decisão acabou sendo a errada e o espanhol passou a ter muita dificuldade para se manter na pista, permitindo a aproximação dos rivais.

Para complicar a vida do espanhol, seu segundo pit stop foi demorado e o fez cair para quarto. Após colocar os pneus de pista seca, Fisichella ainda saiu na frente, mas escapou quando os pneus ainda não estavam aquecidos e foi ultrapassado por Schumacher, que assumiu a liderança.
Com os pneus de pista seca, Alonso voltou a andar rápido, chegou ao segundo lugar e se aproximou de Schumacher, mas já não havia tempo para lutar pela liderança. Com o resultado, os dois empataram com 116 pontos no campeonato com apenas duas provas para o fim.

A vitória, contudo, acabou sendo a última da carreira de Schumacher, que teria uma quebra de motor na etapa seguinte, no Japão, e uma corrida bastante acidentada na decisão do título, em Interlagos. O alemão, que a essa altura já havia anunciado sua aposentadoria em 2006, faria um retorno surpresa em 2010 mas, nas três temporadas que disputou pela Mercedes, conseguiria apenas um pódio.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
AFP
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Redação
Topo