Fórmula 1

Ricciardo e Verstappen comemoram briga na pista sem ordens de equipe

Mark Thompson/Getty Images
Imagem: Mark Thompson/Getty Images

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Suzuka (Japão)

06/10/2016 06h58

Os pilotos da Red Bull não comemoraram apenas a dobradinha no GP da Malásia, resultado que caiu no colo da dupla depois do abandono de Lewis Hamilton a 16 voltas do final. Ouvidos pelo UOL Esporte, tanto o vencedor Daniel Ricciardo, quanto o segundo colocado Max Verstappen se mostraram bastante felizes com a falta de interferência dos chefes enquanto travavam uma batalha dura na pista, pouco antes da quebra do carro do inglês.

“Claro que foi no limite, mas ao mesmo tempo, não pensei em momento algum que iríamos bater”, disse Ricciardo, que se prepara para o GP do Japão neste final de semana. “Os dois estavam controlando. Claro que não pensei, àquela altura, que iria vencer, só pensava em segurar o máximo que podia. Foi intenso e divertido.”

Verstappen, por sua vez, disse que teria conseguido fazer a ultrapassagem caso o rival fosse outro e não seu companheiro de equipe.

“Se fosse outro piloto do meu lado eu teria feito a manobra. Teria empurrado-o para fora da pista e faria a manobra”, disse o holandês.

“Mostramos para a equipe que podemos lutar de maneira muito respeitosa e acho que isso é bom para o futuro, pois dá confiança ao time.”
Os dois garantiram que sequer pensaram que a Red Bull pudesse dar algum tipo de ordem, mesmo que a estratégia de ambos fosse diferente: Verstappen vinha com mais ação porque tinha pneus mais novos.

“Não achei que a equipe ia pedir para ele me deixar passar porque, àquela altura, não se sabia o que Daniel ia fazer em termos de estratégia, se ele ia parar de novo ou não. Depois, é claro que o Safety Car Virtual colocou nós dois na mesma tática. Antes disso, estávamos lutando por posição e seria difícil dizer para ele me deixar passar.”

Ricciardo foi na mesma linha. “Não passou pela minha cabeça que a equipe iria me pedir para deixar o Max passar. Foi legal. Tenho certeza de que, como os ângulos da câmera davam a impressão de que estávamos bem perto, alguns na equipe provavelmente só estavam esperando que batêssemos. Mas foi acho que foi legal ter a chance de lutar desse jeito e acredito que isso mostre para a equipe que podemos ser razoáveis em uma batalha, mesmo no calor do momento.”

Neste final de semana, os dois voltam a duelar em Suzuka. As atividades para o GP do Japão começam com os primeiros treinos livres, a partir das 22h da quinta-feira, e 2h da sexta-feira, pelo horário de Brasília. A classificação será disputada a partir das 3h e a largada está marcada para as 2h.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
AFP
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Topo