Fórmula 1

Rosberg tem primeiro 'match point' pelo título. Mas Hamilton vem embalado

Mark Thompson/Getty Images
Rosberg venceu o GP do México do ano passado Imagem: Mark Thompson/Getty Images

Julianne Cerasoli

Do UOL, na Cidade do México (MEX)

26/10/2016 06h00

A Fórmula 1 pode coroar um novo campeão do mundo neste final de semana no GP do México. Nico Rosberg, contudo, precisa de uma combinação de resultados que ainda não aconteceu nesta temporada para levar o título com três etapas de antecipação. Além disso, o alemão vai enfrentar um Lewis Hamilton embalado após a vitória convincente no último final de semana, nos Estados Unidos.

Confira os 5 motivos para não perder o GP do México:
1. Campeonato na reta final:
Para ser campeão, Rosberg precisa vencer e torcer para Hamilton marque, no máximo, um ponto, não podendo chegar à frente da décima colocação. O inglês só deixou de marcar pelo menos um ponto em uma corrida duas vezes: quando bateu com Rosberg na Espanha e quando abandonou na Malásia.

2. Hamilton embalado em ‘território’ Rosberg: O inglês foi perfeito no último final de semana, nos Estados Unidos, marcando a pole com certa facilidade e vencendo sem grandes sustos. Mas foi no México, ano passado, que Rosberg começou uma sequência que seria de sete vitórias entre o final de 2015 e o início de 2016. Na primeira edição do GP após seu retorno ao calendário, o alemão foi superior por todo o final de semana.

3. Chance de chuva: a previsão de tempo da Cidade do México é de chuva tanto no sábado, quanto no domingo. As temperaturas também devem estar mais baixas do que ano passado, o que pode atrapalhar o acerto dos carros, pois não há muitos dados sobre uma pista que voltou ao calendário apenas em 2015.

4. Festa mexicana: Até mesmo nos treinos livres, quando Sergio Perez ia à pista, a torcida já fazia festa. E o desenho das arquibancadas só ajuda, em formato de estádio no último setor, com o pódio colocado no meio. É uma das corridas em que a torcida mais chama a atenção no calendário.

5. Nasr correndo por seu futuro: conversando com pelo menos três equipes para conseguir uma boa vaga no grid em 2017, o brasileiro tem mais uma chance de mostrar que merece um cockpit melhor que o da Sauber. Felipe vem de provas difíceis e um bom resultado seria mais que bem-vindo.

As atividades para o GP do México começam com os treinos livres, com duas sessões de 1h30 a partir das 13h e das 17h da sexta-feira pelo horário de Brasília. A classificação será às 16h do sábado, mesmo horário da largada, no domingo.

Quer receber notícias de Fórmula-1 de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Topo