Fórmula 1

Vivendo momento difícil, Nasr busca vaga no meio do pelotão para 2017

Moisés Castillo/AP
Imagem: Moisés Castillo/AP

Julianne Cerasoli

Do UOL, da Cidade do México (MEX)

01/11/2016 06h00

Há dois meses, Felipe Nasr vinha em uma relativamente boa fase no campeonato, superando o companheiro Marcus Ericsson - sua única real referência em uma temporada na qual a Sauber é a única a ainda não marcar pontos - em uma sequência que vinha desde junho. De lá para cá, no entanto, o brasileiro vem passando por uma série de dificuldades. E logo em um momento decisivo no mercado de pilotos.

Em resultados de corrida, Ericsson fez 5 a 0 nas provas que ambos terminaram do início da temporada até o GP do Canadá, quando as coisas começaram a mudar a favor de Nasr, coincidindo com a troca de seu chassi, algo que o piloto vinha pedindo desde a primeira etapa. De Baku, em meados de junho, em diante, até o GP de Cingapura, o brasileiro tinha igualado o placar. Porém, foi aí que começou sua sequência de problemas, especialmente nas classificações, cujo placar do ano está em 11 a 6 a favor de Ericsson que é, em média, 0s219 mais rápido que Nasr.

“Em Cingapura, meu carro ficou levantado no macaco [quando os mecânicos já tinham tirado a manta que aquece os pneus], na Malásia as temperaturas estavam diferentes entre um pneu e outro e, no Japão, caí no trânsito na volta de aquecimento. São os fatos”, apontou Nasr ao UOL Esporte após a classificação da etapa japonesa.

De lá para cá, o piloto sofreu com uma mudança de acerto que não funcionou nos Estados Unidos e sentiu o carro desequilibrado na tomada de tempos no México.

Nas corridas, mesmo com a classificação ruim em Cingapura, Nasr ainda fez uma boa prova e chegou quatro posições à frente de Ericsson. Na etapa seguinte, na Malásia, abandonou com problemas no sistema eletrônico de freio. No Japão, apontou a tática como vilã. Duas semanas depois, em Austin, chegou logo atrás do companheiro e, na última prova, no México, teve uma falha na asa dianteira que prejudicou a aerodinâmica do carro após 15 voltas disputadas.

Perguntado sobre como lida com a má fase, Nasr demonstrou ter uma abordagem pragmática. “Dentro do carro, somos como um sensor: sentimos tudo o que está acontecendo. Estou usando a experiência que tenho da Fórmula 1 e outras categorias também. O piloto sabe sentir quando está confortável no carro, tem um carro previsível e você sabe o que tem nas mãos. Agora é trabalhar para ver o que pode melhorar.”

Apesar dos problemas, o piloto, que não costuma falar muito sobre o futuro, sempre fazendo questão de apontar que seu empresário cuida das negociações separadamente, aparenta estar tranquilo. Na próxima quinta-feira, acontece uma importante reunião dentro da cúpula da Force India, onde o piloto é um dos candidatos, junto de Esteban Ocon, Jolyon Palmer e Kevin Magnussen. Outra possibilidade é a Renault e até a continuidade na Sauber não está descartada.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
AFP
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Redação
Redação
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Topo