Fórmula 1

Hamilton busca vitória inédita para se manter na briga sem depender de Nico

Clive Mason/Getty Images
Imagem: Clive Mason/Getty Images

Julianne Cerasoli

Do UOL, em São Paulo

08/11/2016 06h00

Lewis Hamilton nunca escondeu sua identificação com o Brasil e já correu até com a imagem do Cristo Redentor no capacete, mas nunca conseguiu vencer a prova de Interlagos. O inglês credita a marca negativa ao fato de poucas vezes ter tido um carro competitivo no circuito, mas tem em 2016 uma boa oportunidade de deixá-la para trás. Afinal, uma vitória neste final de semana, independentemente do resultado do líder do campeonato, Nico Rosberg, leva a decisão do título para a última prova, em Abu Dhabi.

Falando sobre a falta de vitórias em Interlagos, Hamilton lembrou que vem em boa fase após duas vitórias seguidas e espera repetir o feito na penúltima etapa do mundial.

“Tenho sido bem mais rápido do que Nico e só isso que eu posso fazer: aparecer e me apresentar bem, dar minhas respostas na pista. Nunca venci no Brasil, mas vou para lá com a mesma mentalidade das últimas provas”, afirmou.

Hamilton precisa evitar que Rosberg marque seis ou mais pontos a mais que ele em Interlagos. Ou seja, caso o resultado dos últimos dois anos se repita, com o alemão em primeiro e o inglês em segundo, é Nico quem fica com o título.

Emoções em Interlagos
Hamilton pode dizer que já viveu de tudo um pouco no circuito paulistano. Nos dois primeiros anos da carreira, em 2007 e 2008, chegou como líder do campeonato ao que era a prova final. No primeiro ano, perdeu o título de forma dramática, após perder muitas posições nas primeiras voltas. E, no segundo, também em disputa emocionante, impediu o título de Felipe Massa em casa com uma ultrapassagem na última curva.

Em 2009, 2011 e 2012, o inglês abandonou. No último deles, o inglês considera que teve a única oportunidade real de vencer em Interlagos.
“Não tenho nenhum problema [de adaptação à pista]”, garantiu. “Provavelmente só houve um ano, quando estava na McLaren, em que poderia ter vencido, mas o Nico Hulkenberg me tirou da prova [em 2012]. Nos últimos dois anos, Nico [Rosberg] esteve mais rápido, mas ano passado eu estava mais perto. Talvez só falte sorte.”

Foram justamente nos dois últimos anos, inclusive, que Hamilton teve seus primeiros pódios em Interlagos. Mas superar Rosberg e vencer pela primeira vez em São Paulo nunca foi tão importante quanto em 2016.

As atividades do GP do Brasil começam na sexta-feira, com duas sessões de treinos livres de 1h30 a partir das 10h e das 14h. No sábado de manhã, às 11h, ocorre o terceiro treino livre, antes da classificação, às 14h. Já a largada será dada às 14h do domingo.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Redação
Redação
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Topo