Fórmula 1

GP Brasil 'coleciona' decisões de título malucas. E Hamilton sabe bem disso

Paul Gilham/Getty Images
Imagem: Paul Gilham/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

10/11/2016 06h00

O traçado curto e seletivo e o clima instável de Interlagos já fizeram com que o GP do Brasil pregasse algumas peças em postulantes ao título - e se tornasse palco das decisões de campeonato mais épicas dos últimos anos.

Que o diga Lewis Hamilton, que tanto perdeu, quanto ganhou títulos de maneira dramática no circuito brasileiro. Neste final de semana, o inglês tenta adiar a decisão para a última etapa, em Abu Dhabi. Para isso, precisa evitar que a vantagem do companheiro Nico Rosberg, que é de 19 pontos, chegue a 25. O alemão, por sua vez, conquista o título pela primeira vez na carreira com uma vitória simples em Interlagos.

Simples, contudo, não tem sido uma palavra comum para as decisões que o circuito viu desde que o GP passou a ser realizado na parte final do campeonato.

Relembre as 5 decisões mais malucas de Interlagos

2008: Massa campeão por 17 segundos
Lewis Hamilton chegou ao Brasil em posição relativamente confortável para decidir com o piloto da casa, Felipe Massa, o título de 2008: o inglês precisava apenas de um quinto lugar, independentemente do resultado do rival. Mas a chuva forte que caiu minutos antes da largada já indicava que não seria um dia como qualquer outro. Enquanto Massa liderava a prova de ponta a ponta, Hamilton fazia uma corrida cuidadosa, passando a maior parte do tempo em quarto. Quando a água voltou a cair nas voltas finais, fez como a grande maioria e trocou os pneus. Porém, os pilotos da Toyota arriscaram permanecer na pista molhada, e Hamilton ainda foi ultrapassado por Sebastian Vettel, caindo para sexto. Massa cruzou em primeiro e a arquibancada começou a comemorar, assim como a equipe Ferrari. Porém, Hamilton conseguiu voltar ao quinto lugar de que precisava para ser campeão, ultrapassando o Toyota de Timo Glock, que se arrastava na pista já bastante molhada, na última curva.

2007: Kimi chega a São Paulo em terceiro. E sai com o caneco
A temporada de 2007 foi marcada pela estreia fulminante de Lewis Hamilton, que vinha fazendo um campeonato quase perfeito até a penúltima etapa, na China, quando escapou na entrada dos boxes, com os pneus muito desgastados. Ainda assim, o inglês chegou ao Brasil com quatro pontos de vantagem em relação ao companheiro Fernando Alonso, que vivia uma briga pública com a McLaren, e sete para Kimi Raikkonen - o equivalente a cerca de 10 e 17 pontos de vantagem na pontuação atual, aproximadamente. Na corrida, Hamilton espalhou no final da reta oposta e perdeu posições logo na primeira volta. O inglês vinha se recuperando quando perdeu potência - até hoje não ficou claro se foi o próprio piloto quem apertou o limitador de velocidade dos boxes acidentalmente - e caiu novamente para o meio do pelotão. O novato chegou apenas em sétimo e terminou o campeonato empatado em pontos com Alonso, terceiro em uma prova dominada pela dupla da Ferrari. Na frente, Felipe Massa abdicou de uma vitória em casa para dar o título ao companheiro, que venceu e foi campeão por um ponto.

2012: Vettel vai do inferno ao céu
Sebastian Vettel chegou com uma vantagem razoável ao GP Brasil de 2012: o alemão tinha 13 pontos a mais que Fernando Alonso e seria campeão mesmo não completando a prova, caso o espanhol não chegasse acima de quarto. Na primeira volta, contudo, o piloto da Red Bull perdeu posições e ainda foi tocado por Bruno Senna, rodando e ficando parado no meio da pista. Vettel retornou em último, com o carro avariado, e mesmo assim foi o sexto, levando o caneco mesmo com Alonso em segundo em uma corrida bastante movimentada com períodos de chuva, batidas e saídas de pista.

2006: Schumacher se despede perdendo. Mas mostrando serviço
No ano em que se aposentaria pela primeira vez da F-1, Michael Schumacher chegou à decisão em Interlagos em situação complicada: precisava vencer e torcer para que o rival Fernando Alonso não conquistasse nenhum ponto. A missão tornou-se ainda mais complicada quando o alemão largou apenas em 10º. E piorou quando um toque com Giancarlo Fisichella furou seu pneu o fez retornar à pista em último. Enquanto Alonso fazia uma corrida tranquila para ser segundo, o alemão deu show escalando o grid, em prova que também ficou marcada pela vitória de Felipe Massa, a primeira de um brasileiro em Interlagos desde Ayrton Senna.

2009: Button parecia ter vida fácil, mas….
Depois de vencer seis das sete primeiras etapas da temporada 2009, Jenson Button se tornou o franco favorito para o título. Mas a primeira chance que teve para fechar o campeonato não foi bem como o inglês planejava. Sob uma forte chuva na classificação, o piloto da Brawn, que seria campeão caso seu companheiro Rubens Barrichello não descontasse pelo menos quatro pontos de sua vantagem, foi apenas o 14º, enquanto o brasileiro fez a pole. Em uma corrida tensa, que começou com um acidente que deixou vários pelo caminho ainda na primeira volta, logo a sua frente, Button teve de se recuperar para fechar em quinto e ser campeão, uma vez que Barrichello teve uma prova ruim e fechou apenas em oitavo.

As atividades do GP do Brasil começam na sexta-feira, com duas sessões de treinos livres de 1h30 a partir das 10h e das 14h. No sábado de manhã, às 11h, ocorre o terceiro treino livre, antes da classificação, às 14h. Já a largada será dada às 14h do domingo.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Redação
Redação
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Topo