Fórmula 1

Violência assusta, e pilotos não saem do circuito churrasco-hotel em SP

Mark Thompson/Getty Images
Imagem: Mark Thompson/Getty Images

Julianne Cerasoli

Do UOL, em São Paulo

12/11/2016 06h00

“[O restaurante] Fogo de Chão, hotel, pista e aeroporto”. Este é o roteiro predileto dos pilotos quando estão em São Paulo para o GP do Brasil. Apesar da maioria reconhecer que é difícil aproveitar mais as cidades que visitam ao longo da temporada, há quem reconheça que essa exploração mais limitada da capital paulista tem a ver com a falta de segurança.

Que o diga Jenson Button, assaltado à mão armada em 2010 na cidade. “Todos esses anos, só vi o rio, do aeroporto para o hotel e do hotel para o circuito”, disse o piloto, que está na Fórmula 1 desde 2000. “É o mesmo para nós na maioria dos países: vamos aos lugares para fazer uma coisa, que é correr, e não para fazer turismo, o que acaba sendo uma pena porque perdemos a oportunidade de conhecer os lugares. Mas [o assalto] obviamente me afetou [na maneira como aproveita a cidade].”

Valtteri Bottas concorda com o inglês. Para o piloto da Williams, a violência e o trânsito acabam desestimulando os pilotos a saírem do roteiro tradicional, da pista para a churrascaria e para o hotel. “Só conheço isso, além do apartamento do Felipe [Massa]. Infelizmente, não vi muito".

Depende de quão cheia é nossa agenda e também é um fato que alguns lugares são mais seguros que outros e em algumas pistas, há mais para visitar nos arredores, o que não é o caso aqui.”

Mesmo sabendo muito pouco sobre São Paulo, o clima da corrida agrada os pilotos. “Não posso dizer muito sobre a cidade. Eu posso dizer que nos dias de corrida o clima é incrível, muito sul-americano. É como no México, as pessoas amam corrida”, observa Romain Grosjean.

“Eu gosto bastante daqui”, concorda Nico Hulkenberg. “É especial atmosfera das pessoas. Consigo me identificar muito. Boa comida, é bem legal. Em anos anteriores eu já fui no restaurante que tem uma árvore no meio e é bem legal. É bem diferente da Europa, de onde eu venho, mas é bem legal.”

O GP do Brasil é realizado em São Paulo sem interrupções desde 1990, mas ainda não está confirmado no calendário para a próxima temporada, apesar dos organizadores garantirem que têm um contrato em vigor e que este será cumprido.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
AFP
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Redação
Redação
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Topo