Fórmula 1

Gutierrez é flagrado em conversa na Sauber e aumenta pressão sobre Nasr

AFP PHOTO / POOL / Ulises Ruiz Basurto
Esteban Gutierrez, hoje na Haas, foi flagrado em conversa na Sauber e ameaça Nasr Imagem: AFP PHOTO / POOL / Ulises Ruiz Basurto

Gustavo Franceschini, Julianne Cerasoli e Luiza Oliveira

Do UOL, em São Paulo

13/11/2016 10h57

Felipe Nasr está em situação complicada. Como o UOL Esporte mostrou neste domingo, a permanência na Sauber ficou mais difícil nos últimos dias por conta do clima ruim criado entre o estafe do brasileiro e a direção da escuderia ao longo do ano. Neste domingo, para agravar o caso, o mexicano Esteban Gutierrez, que busca um lugar na Fórmula 1 em 2017, foi flagrado no paddock da equipe suíça conversando com Monisha Kaltenborn, chefe do time.

A cena foi divulgada no Twitter por jornalistas especializados em Fórmula 1. Gutierrez hoje pilota a Haas, mas já sabe que não seguirá no time na próxima temporada. O mexicano estava sentado com Monisha e Xevi Pujolar, chefe de operações de pista da Suaber.

Gutierrez já pilotou a Sauber em 2013 e 2014 e disse, na última quinta, que permanecer na Haas era sua prioridade. Depois de ter sido descartado, no entanto, a cadeira na Sauber passou a ser a mais cobiçada do grid, já que além dela somente a Manor, equipe de menor orçamento, tem espaços para o próximo ano.

Nasr, que em julho falava com confiança sobre seu futuro na Fórmula 1, agora mudou o discurso e não descarta ter de ir à Manor para seguir na categoria. “Sauber e Manor são as duas opções restantes. Não podemos descartar nenhuma. Mas a Sauber eu já conheço, sei o que vem sendo desenvolvido para o carro em 2017, seria mais fácil pelo entrosamento. Um ano você pode estar para cima, outro para baixo. Foi um ano com pouco recurso, condições limitadas”, disse Felipe ao Esporte Espetacular, da Globo.

O fim de semana do GP do Brasil é fundamental para a situação de Felipe. Nos últimos dias, executivos do Banco do Brasil, patrocinador pessoal do piloto, estiveram reunidos com a Sauber. A reportagem apurou, porém, que somente um pacote financeiro maior seduziria a equipe suíça, que ainda sofre pressão da Mercedes para contratar o alemão Pascal Wherlein, um dos protegidos da montadora. 
 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Redação
Redação
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Topo