Fórmula 1

Alonso lembra que disputou títulos e diz que Ferrari de Vettel é diferente

Andre Penner/AP
Alonso disputou título até última prova em 2012 (foto) e 2010 Imagem: Andre Penner/AP

Julianne Cerasoli

Do UOL, em São Paulo

18/11/2016 06h00

Quando Sebastian Vettel venceu logo em sua segunda corrida pela Ferrari, na Malásia em 2015, Fernando Alonso teve de responder inúmeras perguntas sobre como se sentia. Afinal, em seus dois últimos anos - 2013 e 2014 - em Maranello, o espanhol havia subido ao lugar mais alto do pódio apenas duas vezes. Suas respostas, contudo, seguiam na mesma linha: “Ganhar corrida eu também ganhava, mas saí porque não estava próximo dos títulos”.

Cerca de 20 meses depois, a impressão é de que até Vettel entende o ponto de vista de Alonso. Demonstrando sua frustração com a queda de rendimento e a falta de indicativos de uma reação da Ferrari, que hoje não apenas está atrás da Mercedes, como naquele início de 2015, como também perdeu terreno para a Red Bull, o alemão não vive uma boa fase. Sua última vitória foi no GP de Cingapura do ano passado e a mudança na direção técnica do time com o projeto do carro do ano que vem, quando haverá uma grande mudança de regulamento, a pleno vapor, além do fraco comando exercido por Maurizio Arrivabene, não são bons sinais para o futuro.

Tanto, que quando Alonso foi questionado no último final de semana se pode estabelecer paralelos entre sua época na Ferrari e o atual momento vivido por Vettel, fez questão de ressaltar as diferenças.

“Eu estava liderando o campeonato até umas 15 voltas para o final do GP do Brasil de 2012. Em 2010, cheguei a Abu Dhabi com 15 pontos de vantagem [sobre Vettel, que acabou sendo campeão]. Não acho que ele está vivendo o mesmo momento que eu vivi lá”, disparou.

De fato, Alonso chegou à decisão em seu primeiro ano de Ferrari como favorito - e perdeu justamente para Vettel, então na Red Bull. A segunda temporada, em 2011, foi mais difícil, com o amplo domínio do time do alemão e o espanhol foi quarto, com uma vitória.

Em 2012, Alonso perdeu por três pontos e voltou a ser vice no ano seguinte, ainda que por margem bem maior. A temporada 2014, já com o atual regulamento, foi a pior e Alonso amargou o sexto posto, sendo substituído por Vettel no ano seguinte. De lá para cá, o alemão foi terceiro em 2015 e ocupa a quarta posição atualmente.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Redação
Redação
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Topo