Fórmula 1

Button anuncia adeus à F-1 no GP de Abu Dhabi: "minha vida começa agora"

Mark Thompson/Getty Images/AFP
Imagem: Mark Thompson/Getty Images/AFP

Do UOL, em São Paulo

24/11/2016 09h30

O piloto Jenson Button anunciou nesta quinta (24) que o GP de Abu Dhabi, no domingo (27), será o último de sua carreira. O atual piloto da McLaren anunciou a decisão em coletiva de imprensa. 

“Este final de semana será minha última corrida. Eu acho que é o melhor a fazer. Esta será minha última corrida. Neste momento, eu não quero mais correr na F-1”, disse o piloto de 36 anos. “É verdade que eu tenho contrato até 2018, mas neste momento, eu não vou correr em 2018", continuou.

"Eu mudei de ideia. Eu não quero ir para esta corrida pensando que não é a minha última, porque é”, explicou Button. 

Jenson Button teria um ano sabático em 2017, com um contrato assegurado para 2018, mas acabou mudando de ideia. 

“Eu tive uma longa trajetória desde meus oito anos até agora. Você chega à Fórmula 1 com muitos sonhos e quer deixar o esporte com muitas lembranças, algumas maravilhosas lembranças, algumas mudanças na vida, algumas boas e outras ruins. E deixar o esporte com um título mundial é muito especial. Foram mais de 300 Grand Prix e eu vou deixar a F1 feliz com o que eu conquistei. Definitivamente a minha vida começa agora”, comentou. 

Jenson Button estreou na F-1 em 2000. O inlgês foi campeão mundial em 2009, quando corrida pela Brawn GP.

O britânico foi parceiro do brasileiro Rubens Barrichello por vários anos. De 2006 a 2008, os pilotos correram juntos pela Honda, em 2009 na Brawn. Button foi para a McLaren em 2010, onde permanece até hoje. Em Abu Dhabi, Button fará sua 305ª corrida. 

Button ainda teve pilotos fortes como Fernando Alonso e Lewis Hamilton como companheiros. Ao UOL Esporte, antes do anúncio da aposentadoria, o britânico afirmou que considera Rubinho o melhor acertador de carros com quem trabalhou. "Como companheiro, ele era muito bom. Um cara muito emotivo, um companheiro duro, mas muito bom. E em termos de acertar carro, foi provavelmente meu melhor companheiro. Dava para ver como Michael [Schumacher] encontrava o ponto certo com tanta regularidade e acho que isso tinha a ver com a direção do trabalho que Rubens fazia no acerto", disse o inglês. 

Quer receber notícias da Fórmula 1 de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

 

 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
AFP
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Redação
Redação
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Topo