Fórmula 1

Chefe diz que Mercedes deve contratar segundo piloto igual Massa para 2017

Do UOL, em São Paulo

05/12/2016 11h40

O alemão Pascal Wehrlein e o francês Esteban Ocon parecem ser os favoritos da Mercedes para substituir Nico Rosberg após o anúncio do atual campeão do mundo de que vai deixar a Fórmula 1. O time alemão deve anunciar quem será o dono da cobiçada vaga nas próximas semanas e o chefe Toto Wolff defende que o piloto escolhido funcione como um escudeiro para Lewis Hamilton.

Com isso, o dirigente descarta a contratação de nomes famosos, como Fernando Alonso ou Sebastian Vettel. Para Wolff, não faria sentido para nenhuma equipe liberar um grande nome com o restante do mercado já fechado.

“Não é minha intenção interferir nos problemas internos da Ferrari”, disse Wolff à Gazzetta dello Sport. “E eu nem sei se Sebastian tem qualquer intenção de trabalhar conosco. O mesmo ocorre com Alonso: o que a Ferrari ou a McLaren fariam sem Vettel ou Alonso em dezembro?”

O austríaco usou o mesmo raciocínio para descartar um dos pilotos que vinham sendo mais cotados para a vaga, Valtteri Bottas. O finlandês seria um nome experiente, com quatro temporadas disputadas e alguns pódios conquistados, com ligação com o próprio Wolff, que é de seu grupo de empresários e contrato fechado com a Williams, que é cliente da Mercedes e poderia liberá-lo.

“O que a Williams faria sem Bottas? Esta é a opção de que eu menos gosto”, disse o chefe da Mercedes, uma vez que o outro piloto do time inglês é o estreante Lance Stroll.

Neste cenário, os nomes de Wehrlein, que ainda não tem contrato para 2017, e de Ocon, escolhido pela Force India, outra cliente da Mercedes, ganharam força.

“O primeiro caminho é considerar ter um número um e um número dois”, Wolff disse. “Um pouco como a Ferrari durante a era Schumacher e Massa. Ou seja, contratar um piloto que garanta pontos para o mundial de construtores. A segunda hipótese é promover nossos pilotos jovens, Ocon ou Wehrlein. Afinal, outras equipes fizeram o mesmo com Verstappen [da Red Bull] e Vandoorne [que vai substituir Jenson Button ano que vem na McLaren]. A terceira opção é voltar ao mercado para encontrar um piloto top.”

O dirigente se reúne nesta segunda-feira com os engenheiros da equipe na sede na Inglaterra para definir qual a melhor estratégia para o time. A decisão deve ser anunciada antes do final do ano.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Redação
Redação
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Topo