Topo

Fórmula 1

Fittipaldi completa 70 anos se recuperando de 'baque' e promovendo neto

Do UOL, em São Paulo

12/12/2016 15h39

O piloto que abriu as portas para os brasileiros tanto na Fórmula 1, quanto na Fórmula Indy, Emerson Fittipaldi, completa 70 anos nesta segunda-feira com dois desafios: reerguer-se financeiramente após os problemas escancarados ao longo deste ano e promover a carreira, do neto, Pietro, que atualmente disputa categorias de base na Europa.

Fittipaldi teve um importante papel no automobilismo brasileiro. Mesmo que o país já tivesse tido representantes na Fórmula 1, foi sua chegada, em 1970, com apenas 23 anos, que abriu as portas para o reconhecimento dos pilotos do país. Seu início de carreira foi meteórico até para os dias de hoje: o paulistano corria no Brasil até um ano antes de estrear na F-1 e, dois anos após seu primeiro GP - na Grã-Bretanha, em 1970 - sagrou-se o mais jovem campeão da história, algo que seria superado apenas em 2006, por Fernando Alonso. Na época, Emerson corria pela Lotus.

Correndo na época em que a Fórmula 1 teve mais acidentes fatais em sua história, com carros já avançados do ponto de vista aerodinâmico, mas nem tanto da segurança, a exemplo das pistas, Fittipaldi travou uma forte rivalidade com Jackie Stewart, bem mais experiente e também já campeão do mundo. O escocês bateria o brasileiro no ano seguinte, em 1973, mas com sua aposentadoria abriu espaço para Fittipaldi voltar a conquistar o título em 1974, já pela McLaren.

Ao final daquela temporada, Emerson surpreendeu ao anunciar que correria pelo time formado por seu irmão, Wilson, a Copersucar. A equipe brasileira teve muitas dificuldades técnicas e financeiras durante sua existência e os resultados de Emerson nunca mais foram os mesmos, ainda que o destaque fique para o segundo lugar do GP do Brasil de 1978.

Quatro anos após a aposentadoria da F-1, o brasileiro apostou em outro caminho no automobilismo com pouca visibilidade no Brasil até então: a Fórmula Indy. Nos Estados Unidos, Emerson correu por mais de dez anos, a partir de 1984, e conquistou o título em 1989, além de ter conquistado em duas oportunidades - 89 e 93 - as 500 Milhas de Indianápolis.

Todo o sucesso nas pistas, contudo, não foi o suficiente para manter a saúde de seus negócios. O ex-piloto, que chegou a ser fazendeiro nos Estados Unidos, hoje tem dezenas de processos na Justiça Brasileira, a maioria por falta de pagamento de seus credores. Enquanto tenta se reerguer economicamente, o piloto tem evitado fazer aparições públicas no Brasil, ainda que tenha circulado nos paddocks da Fórmula 1 na última temporada, algumas vezes ao lado do neto Pietro, atualmente na Fórmula V8 3.5.

Mais recentemente, Emerson foi embaixador do GP do México, em outubro, e viu o neto vencer uma etapa da MRF Racing Challenge em Abu Dhabi, em evento realizado junto do final de semana da Fórmula 1. Na última semana, inclusive, o brasileiro foi homenageado pela tradicional publicação italiana Autosprint, recebendo um prêmio por sua carreira.

Já Pietro tem chamado a atenção nos testes da V8 3.5, liderando as sessões com a equipe Lotus. Ano passado, correndo pela Fortec, o piloto terminou o ano em décimo, enquanto seu companheiro, o suíço Louis Deletraz, foi o vice-campeão.

O piloto que abriu as portas para os brasileiros tanto na Fórmula 1, quanto na Fórmula Indy, Emerson Fittipaldi, completa 70 anos nesta segunda-feira com dois desafios: reerguer-se financeiramente após os problemas escancarados ao ","image":{"sizes":null,"height":300,"width":615,"crops":"80x80;100x70;128x96;142x100;142x200;300x100;300x200;300x300;300x420;300x500;615x300;564x430;615x470;956x500;1024x768;1920x1080;1920x1275","src":"http://conteudo.imguol.com.br/c/esporte/2014/10/03/emerson-fittipaldi-no-festival-de-velocidade-de-goodwood-na-inglaterra-em-2014-1412388407565_615x300.jpg","type":"","titulo":"","credito":"Getty Images"},"date":"12.12.2016 15h50","kicker":"UOL Esporte - F-1"}}' cp-area='{"xs-sm":"49.88px","md-lg":"33.88px"}' config-name="esporte/esporte.f1">

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!