Fórmula 1

Carros compartilhados, oval e F-1 sem F-1: as maluquices da década de 1950

Divulgação/Daimler
Fangio com a Mercedes com a rodas cobertas em 1954 Imagem: Divulgação/Daimler

Do UOL,e m São Paulo

13/01/2017 04h00

A Fórmula 1 hoje em dia é referência em tecnologia e inovação e transformou-se em um dos campeonatos mais lucrativos do mundo, com mais de um bilhão de dólares sendo ganhos pelos detentores dos direitos comerciais a cada ano. Porém, nem sempre foi assim. O mundial, que começou a ser disputado em 1950, teve de usar a criatividade para passar por seus primeiros anos.

Confira os fatos mais curiosos sobre a F-1 dos anos 1950:

1. As 500 Milhas de Indianápolis contavam para o campeonato
Até aí, tudo bem: a ideia era fazer um campeonato mundial e a prova norte-americana já era uma referência. O problema é que a grande maioria das equipe da F-1 não disputava as 500 milhas, o que gerava resultados bastante distintos do restante do campeonato. E não era por falta de vontade dos times: as corridas no oval e as disputadas na Europa tinha regulamentos completamente diferentes. Ainda assim, alguns pilotos como Alberto Ascari e Juan Manuel Fangio tiveram participações.

2. Os carros eram compartilhados
Corridas mais longas e pilotos menos em forma geraram um fenômeno próprio dos primórdios da Fórmula 1: os carros compartilhados por mais de um piloto durante uma corrida. Isso causou situações em que um mesmo piloto poderia ser segundo com um carro e terceiro com outro - e ganhava metade da pontuação correspondente a cada uma das posições. Até vitórias chegaram a ser compartilhadas por dois pilotos, em três ocasiões.

3. F-1 sem carros de F-1. Ou quase
A categoria dava seus primeiros passos quando se viu, logo em seu terceiro campeonato, com apenas a Ferrari como competidora séria. O jeito foi permitir que carros de F-2, com outro tipo de regulamento, disputassem as corridas para aumentar o número de participantes. É claro que a Ferrari levou os dois campeonatos disputados desta maneira - em 1952 e 1953 - com Alberto Ascari dominando totalmente as provas e construindo a primeira dinastia da categoria.

4. Alguns carros tinham os pneus cobertos
A Fórmula 1 nem sempre foi uma categoria em que os carros eram parecidos. Aliás, na década de 1950, nas pistas em que havia mais retas, os engenheiros preferiam que a carenagem cobrisse os pneus porque, como a aerodinâmica não era desenvolvida - os carros sequer tinham asas - eles observavam que, desta maneira, os carros eram mais rápidos.

5. A volta mais rápida dava pontos
Isso não é algo completamente fora do comum mesmo hoje em dia dentro do automobilismo. Porém, em se tratando da década de 1950, em que a cronometragem era feita manualmente e a contagem ia até os segundos - ao invés dos milésimos como hoje em dia - o que geralmente acontecia nas corridas daqueles tempos era a distribuição de pontos para mais de um piloto. Em uma ocasião, inclusive, no GP da Grã-Bretanha de 1954, nada menos que sete pilotos ficaram empatados com 1min50 e pontuaram por terem feito a melhor volta.
 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
AFP
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Redação
Redação
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Topo