Fórmula 1

Novo chefe da F-1, Ross Brawn quer acabar com asa móvel: 'É artificial'

Paul Gilham/Getty Images
Imagem: Paul Gilham/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

25/01/2017 11h45

No que depender do novo líder da parte esportiva da Fórmula 1, soluções artificiais para melhorar o espetáculo, como a asa traseira móvel, devem virar peça de museu em pouco tempo. O diretor fala em cuidado e diálogo para fazer mudanças na categoria, mas defende soluções mais naturais para aumentar a competitividade do esporte.

"Devemos evitar, como tem acontecido nos últimos anos, cair na tentação de criar shows artificiais", disse o ex-chefe de times como Ferrari e Mercedes. "Mas eu concordo com a necessidade de garantir que haja mais concorrência. Para isso precisamos de paciência, não podemos mudar tudo de uma hora para a outra. Este é um esporte complexo."

O engenheiro citou especificamente seu descontentamento com o uso da asa móvel, que ajuda a diminuir a resistência ao ar nas retas e promove o aumento do número de ultrapassagens, sendo usada desde 2011.

"Precisamos ter certeza de que não há soluções artificiais. A asa móvel é artificial e todos sabemos disso. Precisamos encontrar soluções mais puras. Tenho algumas ideias, não posso compartilhá-las agora porque quero dividi-las com as equipes primeiro, mas podemos começar a estudar soluções e talvez usá-las em 2018 ou 2019."

É bastante improvável, contudo, que alguma mudança seja implementada já em 2017. “Nos últimos anos, eu vi que a F1 não mudou. É importante melhorar, mas devemos ter cuidado para preservar a essência das corridas", salientou Brawn.

"Da minha parte, depois de um período de estudo, devemos pensar em um plano de três a cinco anos e introduzir inovações gradualmente. Agir rapidamente pode ser contraproducente."

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Topo