Fórmula 1

Massa aposta em motor menos importante em 2017 e vê 'volta ao passado'

Eduardo Anizelli/Folhapress
Imagem: Eduardo Anizelli/Folhapress

Julianne Cerasoli

Do UOL, em São Paulo

31/01/2017 04h00

Desde que a Fórmula 1 adotou os motores turbo V6 híbridos, não teve para ninguém: a Mercedes deixou de ganhar apenas oito corridas nos últimos três anos, em um dos maiores domínios da história da categoria. Apesar de ter um bom carro, muito da vantagem do time veio do motor, algo que Felipe Massa acredita estar com os dias contados.

Isso porque a categoria passará por uma nova mudança de regras em 2017, com o desenvolvimento dos motores liberado e uma série de mudanças aerodinâmicas que visam tornar os carros bem mais rápidos.

Tais mudanças dão a oportunidade de equipes como a Williams usarem a criatividade e encontrarem as melhores soluções e surpreender.

“Paramos o desenvolvimento do carro muito cedo ano passado e passamos a focar totalmente em 2017. Quando os outros pararam eu não sei, mas que a Williams parou bem cedo, parou”, disse o brasileiro.

“Acho que será uma mudança grande para todo mundo. A parte mais importante acredito que seja o desenvolvimento do carro no lado aerodinâmico e mecânico, especialmente a suspensão.”

Com isso, Massa aposta que o motor não seja um diferencial de performance tão importante. Nos últimos anos, mesmo tendo ganhado terreno justamente por também contar com o motor Mercedes, a Williams reclamou em algumas ocasiões que não podia extrair um rendimento semelhante por não receber todas as informações de configuração do time de fábrica.

“Acho que o carro vai ser o mais importante porque a diferença entre o melhor e o pior motor vai diminuir cada vez mais e sem dúvida vai voltar a ser como era no passado, com um carro totalmente voltado para a aerodinâmica e ao chassi e é isso que vai definir qual o conjunto competitivo”, defende Massa.

“É uma grande chance dos engenheiros fazerem um bom trabalho no túnel de vento e no desenvolvimento do carro, algo que começou em agosto e vai até março e que pode dar uma boa vantagem na primeira parte da temporada.”

A temporada da Fórmula 1 começa com o GP da Austrália, dia 26 de março, e Massa será o único representante brasileiro no grid.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
AFP
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Redação
Redação
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Topo