Fórmula 1

Após perder chefe para Williams, Mercedes recruta ex-engenheiro da Ferrari

Mark Thompson/Getty Images
Imagem: Mark Thompson/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

16/02/2017 09h27

A Mercedes reagiu rapidamente após a saída de seu diretor técnico, Paddy Lowe, e anunciou a contratação de James Allison, que havia saído da Ferrari ano passado. O britânico ganhou fama no mundo da Fórmula 1 na Renault, tendo trabalhado na equipe desde os anos do bicampeonato de Fernando Alonso em 2005 e 2006 até as boas campanhas comandadas por Kimi Raikkonen em 2012 e 2013 e estava na Ferrari desde meados de 2014.

Na Mercedes, Allison vai se reportar diretamente ao chefe da equipe, Toto Wolff, comandando os departamentos técnicos do time tricampeão do mundo.

"Estou muito empolgado em voltar a trabalhar após passar um tempo longe do esporte", disse o engenheiro, que saiu da Ferrari em julho, alguns meses após ter perdido a esposa repentinamente. O inglês queria voltar ao país natal para cuidar dos três filhos.

 

"É um grande privilégio ter uma posição de tanta confiança em uma equipe que tem sido espetacularmente boa nas últimas três temporadas. Estou muito animado para cumprir meu papel em ajudar a fortalecer a Mercedes nos próximos anos."

O chefe Toto Wolff, por sua vez, destacou a qualidade do departamento técnico da Mercedes, que conta ainda com nomes como Aldo Costa , também ex-Ferrari, e Geoff Willis, ex-Red Bull.

"Nosso corpo técnico é muito habilidoso em todos os níveis e está em alto nível depois de ganhar três campeonatos seguidos. Não foi uma tarefa fácil encontrar a personalidade certa para fortalecer nosso grupo experiente de engenheiros, dar a este grupo espaço para se desenvolver e também trazer uma visão própria para este papel", salientou. 

Allison, contudo, não terá influência no nascimento do carro deste ano, que será lançado dia 23 de fevereiro. O projeto foi comandado pelo diretor técnico Paddy Lowe, que, embora ainda não tenha sido confirmado oficialmente, foi para a Williams e começa a trabalhar no time no próximo mês.

Os testes de pré-temporada da F-1 começam dia 27 de fevereiro, na Espanha. O primeiro GP do ano será na Austrália, dia 26.

 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Topo