Fórmula 1

Quem foi bem? Quem ficou devendo? Confira o resumão da pré-temporada da F-1

Dan Istitene/Getty Images
Hamilton disse que seu carro é "1000 vezes melhor" que rivais Imagem: Dan Istitene/Getty Images

Julianne Cerasoli

Do UOL, em São Paulo

03/03/2017 09h47

A pré-temporada de uma Fórmula 1 diferente, com novos carros e novo regulamento, começou com 36h de atividades de pista entre segunda e quinta-feira no Circuito da Catalunha, divididos em quatro dias. E, mesmo que ainda seja cedo para previsões, deu para saber um pouco mais sobre o campeonato que começa dia 26 de março, na Austrália.

Confira o resumão do desempenho equipe por equipe:

Mercedes:
1º melhor tempo - Valtteri Bottas 1min19s705 (ultramacio, 3º dia)
4º melhor tempo - Lewis Hamilton 1min20s983 (supermacio, 2º dia)
Total de voltas: 552 (1º)
Lewis Hamilton mal conseguiu esconder a empolgação com seu novo carro, o “mais rápido” em que já andou. O equipamento parece muito estável nas curvas e já bastante desenvolvido, e o total impressionante de voltas dos quatro primeiros dias mostra a preocupação com a confiabilidade após as quebras de 2016.

Ferrari

Dan Istitene/Getty Images
Imagem: Dan Istitene/Getty Images
2º melhor tempo - Sebastian Vettel 1min19s952 (macio, 3º dia)
3 melhor tempo - Kimi Raikkonen 1min19s960 (macio, 2º dia)
Total de voltas: 468 (2º)
A Ferrari arriscou no projeto, focou bastante nas simulações de corrida, que foram deixadas um pouco para trás ano passado, e deixou uma boa impressão após os primeiros testes. Resta saber se os italianos vão conseguir andar no ritmo das Mercedes quando espera-se que eles mostrem todo seu poderio, na próxima semana.

Red Bull

Dan Istitene/Getty Images
Imagem: Dan Istitene/Getty Images
5º melhor tempo - Daniel Ricciardo 1min21s153 (macio, 3º dia)
7º melhor tempo - Max Verstappen 1min21s769 (macio, 3º dia)
Total de voltas: 294 (5º)
Max Verstappen insistiu ao longo da semana que em nenhum momento forçou o ritmo, uma vez que a Red Bull preferiu a cautela neste início de pré-temporada. Isso é comum dentro dos procedimentos da equipe, que prefere checar todos os sistemas e ententer o acerto, e é explicado também pelos testes difíceis dos últimos anos.

Renault

Mark Thompson/Getty Images
Imagem: Mark Thompson/Getty Images
6º melhor tempo - Jolyon Palmer 1min21s396 (macio, 3º dia)
8º melhor tempo - Nico Hulkenberg 1min21s791 (macio, 3º dia)
Total de voltas: 293 (6º)
O motor ainda parece estar devendo em relação a Mercedes e Ferrari, mas a Renault pode ser considerada uma das surpresas do primeiro teste, andando de forma consistente e sem grandes problemas. Tanto Palmer, quanto Hulkenberg se mostraram bastante satisfeitos com seu equipamento.

Sauber

Dan Istitene/Getty Images
Imagem: Dan Istitene/Getty Images
9º melhor tempo - Marcus Ericsson 1min21s824 (supermacio, 3º dia)
14º melhor tempo - Antonio Giovinazzi 1min22s401 (ultramacio, 4º dia)
Total de voltas: 329 (3º)
A exemplo do que fez ano passado, a equipe andou muito nos testes, mas isso era de certa forma esperado pelo fato de usar a unidade de potência da Ferrari do ano passado, a qual já conhece. O carro, entretanto, não dá grandes sinais de melhora em relação a 2016.

Williams

Mark Thompson/Getty Images
Imagem: Mark Thompson/Getty Images
10º melhor tempo - Felipe Massa 1min22s076 (macio, 1º dia)
13º melhor tempo - Lance Stroll 1min22s351 (macio, 3º dia)
Total de voltas: 213 (8º)
O primeiro teste da Williams acabou sendo bastante comprometido pelas saídas de pista de Lance Stroll. Uma na terça-feira e outra na quarta limitaram o tempo de pista do time e acabaram fazendo com que Massa perdesse um dia de teste na quinta. Pelo relatado pelo chefe de performance Rob Smedley, ambos reclamaram de comportamentos inesperados dos pneus após muitas voltas.

Haas

Mark Thompson/Getty Images
Imagem: Mark Thompson/Getty Images
11º melhor tempo - Romain Grosjean 1min22s118 (supermacio, 3º dia)
12º melhor tempo - Kevin Magnussen 1min22s118 (supermacio, 2º dia)
Total de voltas: 343 (4º)
A exemplo dos outros dois times que usam motor Ferrari - o de fábrica e a Sauber - a primeira semana de testes da Haas foi marcada pela alta quilometragem, algo positivo para uma equipe que faz apenas sua segunda temporada, mas de certa forma esperado pela extensa colaboração técnica com os italianos. Mas preocupa o fato dos problemas de freios que atrapalharam a temporada de estreia terem voltado a assombrar a equipe.

Force India

Mark Thompson/Getty Images
Imagem: Mark Thompson/Getty Images
15º melhor tempo - Sergio Perez 1min22s509 (supermacio, 2º dia)
16º melhor tempo - Esteban Ocon 1min22s534 (supermacio, 4º dia)
21º melhor tempo - Alfonso Celis 1min23s568 (ultramacio, 3º dia)
Total de voltas: 278 (7º)
Há uma grande expectativa em torno de uma equipe que ficou em quarto lugar no ano passado, mas a equipe andou pouco e teve um desempenho tímido nos primeiros testes. Perez e Ocon, contudo, garantem que está tudo de acordo com os planos do time e se mostraram contentes com o comportamento do carro.

McLaren

Dan Istitene/Getty Images
Imagem: Dan Istitene/Getty Images
17º melhor tempo - Stoffel Vandoorne 1min22s576 (ultramacio, 4º dia)
18º melhor tempo - Fernando Alonso 1min22s598 (ultramacio, 3º dia)
Total de voltas: 208 (9º)
Os primeiros testes da McLaren foram cercados de muita expectativa. Afinal, tanto o time, quanto a Honda, prometiam um conjunto carro-motor completamente novo após temporadas decepcionantes em 2015 e 2016. Os primeiros sinais não foram positivos, com falhas no sistema de lubrificação da nova unidade de potência japonesa, mas pelo menos nos dois últimos dias Alonso e Vandoorne cumpriram seu cronograma.

Toro Rosso

Mark Thompson/Getty Images
Imagem: Mark Thompson/Getty Images
19º melhor tempo - Daniil Kvyat 1min22s556 (macio, 2º dia)
20º melhor tempo - Carlos Sainz 1min23s540 (médio, 3º dia)
Total de voltas: 184 (10º)
A equipe surpreendeu negativamente ao ficar na lanterna tanto em tempos de volta, quanto em quilometragem, o que é o que mais preocupa. A dificuldade para a equipe é de adaptação ao motor Renault, uma vez que correu com o Ferrari em 2016. Após perder toda a quinta-feira e ter outras falhas durante os outros dias, contudo, o time assegurou estar “impressionado” com os ganhos da fabricante francesa desde 2015.

A pré-temporada ainda tem mais quatro dias, também no Circuito da Catalunha, a partir da próxima terça-feira, dia 7 de março.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Topo