Fórmula 1

Manor faliu mesmo com 'fila' de 50 interessados na compra da equipe

Divulgação
Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

08/03/2017 16h24

A Fórmula 1 perdeu uma de suas 11 equipes no início deste ano, com o anúncio da falência da Manor, após meses sem sucesso na empreitada de encontrar um comprador. Mas engana-se quem pensa que foi por falta de interessados: documentos da empresa responsável pelo processo de insolvência do time revelaram negociações com 50 companhias diferentes e culparam a morosidade dos donos e a perda do décimo lugar no campeonato de 2016, com duas provas para o fim, pelo fechamento da equipe.

A Manor vinha assegurando o importante 10º posto até que Felipe Nasr conquistou dois pontos no GP do Brasil e colocou a Sauber na frente. Caindo para 11º, a Manor perdeu mais de 40 milhões de dólares em premiação, além de outros benefícios.

Mas isso foi apenas a gota d’água para a situação da equipe. Os documentos da FRP Advisory mostram que o interesse de 50 companhias chegou a incentivar o pagamento de 850 mil dólares em salários em janeiro deste ano, mas a sobrevivência do time do magnata do setor energético britânico Stephen Fitzpatrick não foi possível e a empresa acabou com um débito de mais de 3,5 milhões de dólares.

Fitzpatrick comprou o time no início de 2015 buscando torná-lo uma plataforma rentável para seus negócios. Para isso, precisava de um parceiro, o que acabou dificultando a manutenção do negócio, uma vez que os interessados queriam adquirir o time.

Ainda assim, no final do ano passado, as negociações chegaram a um estágio avançado. Isso, até que a perda da décima colocação atrapalhou os planos. “Ficou aparente que a redução da premiação a ser recebida durante a temporada 2017 fora um fator que dificultava a atração de novos investidores”, analisou a FRP Advisory.

Ainda assim, as negociações continuaram. “O time teve negociações com aproximadamente 50 interessados, mas nenhum deles conseguiu prover a certeza de que eles tinham os recursos necessários para a companhia voltar a operar normalmente.”

Os administradores informaram terem requerido que os interessados demonstrassem ter seis milhões de dólares imediatamente, além de um plano de apoio para angariar fundos para a temporada. Porém, nenhum deles conseguiu comprovar suas possibilidades financeiras, o que acabou acarretando na falência do time.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
UOL Esporte
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Esporte Ponto Final
UOL Esporte
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Topo