Fórmula 1

Para Hamilton, Ferrari é a favorita: 5 motivos para ficar de olho na equipe

Dan Istitene/Getty Images
Imagem: Dan Istitene/Getty Images

Julianne Cerasoli

Do UOL, em São Paulo

10/03/2017 04h00

“Vendo os tempos, a Ferrari pode ser a equipe mais rápida e é a favorita para 2017. Pode ser que estejamos muito perto, com a Red Bull logo atrás na primeira corrida”. Essa é a aposta de Lewis Hamilton para a temporada que começa em pouco mais de duas semanas. Estaria o inglês querendo tirar a pressão de si mesmo? Alguns fatos observados na pré-temporada indicam que não é apenas isso.

Após marcar o melhor tempo da pré-temporada até aqui, Sebastian Vettel desconversou e jogou o favoritismo de volta para Hamilton. “Está claro que eles são rápidos. Se você observar o ritmo de corrida deles, acho que eles são o time a ser batido”, disse. Mas o fato é que a Ferrari chegou desacreditada à temporada 2017, muito em função das mudanças no comando técnico no último ano e na ausência de nomes de peso entre os engenheiros. Porém, os primeiros indicativos dão conta de que a ousadia no projeto deu bons resultados e, mesmo que a Mercedes ainda seja tida como um conjunto superior, a perspectiva em relação à temporada ferrarista agora é outra.

5 motivos para ficar de olho na Ferrari em 2017:

1. Carro ousado: são vários os pontos que despertam a curiosidade dos engenheiros em relação ao desenho da Ferrari, com vários dutos, nem sempre aparentes. Mas o grande foco de atenção são as entradas de ar dos radiadores, que parecem serem desenhadas em camadas de carenagem que podem se adaptar dependendo do circuito, o que seria uma solução bastante inteligente para uma área importante do ponto de vista aerodinâmico.

2. Simulações de corrida: não é possível saber as configurações de motor e exatamente o combustível, duas variáveis que afetam muito os tempos de volta, mas os carros da Ferrari pareceram mais lineares que os Mercedes nas simulações mais longas, com uma degradação menor de pneus.

3. Equilíbrio: até mesmo Niki Lauda se disse impressionado com o equilíbrio demonstrado pela Ferrari nas curvas. “É como se eles estivesse andando em um tabuleiro”, comparou. “A nossa Mercedes é um pouco mais inquieta nas curvas.”

4. Motor forte: é fato que a Mercedes também evoluiu em termos de potência em sua unidade de potência, mas na Ferrari fala-se em algo por volta de 40 cv de aumento, o que colocaria os italianos bem perto dos alemães.

5. Falta de alarde: nas últimas pré-temporadas, a Ferrari criou uma grande expectativa e apostou em simulações curtas com pneus mais macios durante os testes. Desta vez, o time optou por falar menos e fazer uma preparação mais voltada para as corridas, sem se preocupar em dominar as sessões.

A hora da verdade para o time de Vettel e Raikkonen, no entanto, será apenas no GP da Austrália, que abre a temporada dia 26 de março, em Melbourne.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Topo