Fórmula 1

Hamilton faz mea culpa e explica erro de estratégia que custou a vitória

Mark Thompson/Getty Images
Imagem: Mark Thompson/Getty Images

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Melbourne (AUS)

26/03/2017 06h06

Mercedes e Ferrari demonstraram um ritmo bastante parecido por todo o final de semana na Austrália e ficou claro que dois detalhes seriam decisivos: a largada e a estratégia. Os primeiros metros dos ponteiros foram parecidos, mas foi na tática que o pole position Lewis Hamilton perdeu a vitória para Sebastian Vettel.

O inglês explicou ter indicado à equipe que o rendimento de seus pneus tinha piorado, mas não assumiu completamente a culpa pela parada antecipada. Quando voltou à pista, Hamilton ficou preso pela Red Bull de Max Verstappen, que ainda não tinha parado. Assim, quando Vettel fez sua troca, saiu na frente de ambos.

“Minha estratégia era parar na volta 19 e acabei parando na 18. Não tinha mais nada sobrando no meu pneu. Quando eu estava encostando nos retardatários, o carro estava escorregando e eu comecei a perder tempo em relação a Vettel. Daí falei pelo rádio: ‘Caras, é melhor eu parar agora senão eu provavelmente vou ser ultrapassado na pista’. Então eu parei sem saber que voltaria atrás de carros mais lentos que não tinham parado e não consegui passá-los.”

Perguntado se isso significava que a decisão de parar tinha sido sua, Hamilton se esquivou. “Meu trabalho é falar para eles se meus pneus estão bons ou ruins e foi isso o que eu fiz.”

Mesmo com o segundo lugar em um final de semana o qual dominou pela maior parte do tempo, o inglês se disse feliz por saber que a Mercedes continua forte mesmo com uma grande mudança de regulamento.

“Não estou frustrado. Acho que não dá para ganhar todas. Ser segundo ainda significa que você é o segundo melhor de todos os outros. É ótimo chegar a uma nova era, com novos carros, e ainda ser tão competitivo. Há várias coisas positivas para levarmos de hoje e também coisas que precisamos melhorar para a próxima prova.”

Erro muda estratégia de Bottas
A tática da Mercedes era parar Valterri Bottas logo depois de Hamilton, mas o time mudou de ideia depois de perceber que o inglês estava perdendo tempo. “Eu tive que ficar mais tempo na pista do que o planejado devido ao cenário”, explicou o finlandês ao UOL Esporte.

Assim como Hamilton, o finlandês, que chegou em terceiro lugar, relatou problemas de aderência com o composto ultramacio, usado na primeira parte da prova. “Quando eu coloquei o macio”, o carro mudou completamente. No final, Bottas chegou a apenas 1s2 de Hamilton.

A próxima etapa da Fórmula 1 será em duas semanas, na China. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
UOL Esporte
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Esporte Ponto Final
UOL Esporte
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Topo