Fórmula 1

Ferrari está no nível da Mercedes. Mas corre o risco de ficar para trás

Reuters
Vettel comemora vitória na primeira etapa do campeonato Imagem: Reuters

Julianne Cerasoli

Do UOL, em São Paulo

30/03/2017 04h00

Poucos acreditavam em um bom desempenho da Ferrari em 2017 antes da pré-temporada começar. Afinal, o time italiano parecia perdido após ter se tornado apenas a terceira força ano passado, sem nenhuma vitória sequer, e contava com um grupo de engenheiros pouco experientes para projetar o carro.

Porém, o SF70-H se mostrou uma grande surpresa: criativo, como há muito tempo não se via em Maranello, e rápido, o carro demonstrou um rendimento na primeira etapa do ano, na Austrália, capaz de andar de igual para igual com a Mercedes, que dominou os últimos três anos.

Ainda que tenham ficado um pouco atrás em uma volta lançada na classificação, os italianos demonstraram cuidar melhor dos pneus e venceram a corrida, com Sebastian Vettel.

O segredo do novo carro logo emergiu: o projeto, na verdade, foi concebido por James Allison e Dirk de Beer, ambos demitidos da Scuderia ano passado. O inglês agora é diretor técnico da Mercedes e o holandês foi contratado pela Williams.

Isso é motivo para preocupação para a Ferrari, uma vez que o desenvolvimento do carro será fundamental neste ano devido às novas regras. E quem vai conduzir isso em Maranello será um grupo liderado por um diretor técnico especializado em motores, Mattia Binotto, pelo projetista Simone Resta, oficialmente o pai das máquinas dos últimos anos, e um especialista em aerodinâmica que veio das competições de GT e não tem experiência prévia na F-1.

A equipe sabe do desafio de manter o ritmo de desenvolvimento mesmo sem suas peças-chave no comando técnico. Perguntado como a Scuderia pretende evitar uma perda de rendimento, o chefe Maurizio Arrivabene foi evasivo. “O que posso dizer é que estamos nos esforçamos para fazer o melhor trabalho possível e evitar os mesmos resultados do ano passado. É isso. O que mais posso dizer?”

Falar pouco e fazer mais, inclusive, tem sido o mantra da Scuderia neste ano, após Arrivabene e o presidente da Ferrari, Sergio Marchionne, terem elevado as expectativas em 2016. Tal estratégia foi pedida pelo próprio Sebastian Vettel, que não demonstra preocupação com o desenvolvimento ao longo do ano e prefere salientar a maneira como a equipe está trabalhando, sem fazer alarde como no passado recente. “A função de vocês [jornalistas] é falar e criar expectativas. O nosso é trabalhar. E fico feliz em continuar trabalhando mais e falando menos”, garantiu.

A Ferrari deve passar por um teste importante na China, próxima etapa, pois trata-se de uma pista com mais curvas de alta velocidade, teoricamente favoráveis à Mercedes, e as temperaturas deverão estar mais baixas, o que também seria melhor para os rivais.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Redação
Redação
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Topo