Topo

Fórmula 1

Hamilton pode igualar Prost no GP da China. Mas Schumacher ainda está longe

REUTERS/Nacho Doce
Imagem: REUTERS/Nacho Doce

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Xangai (China)

06/04/2017 04h00

Lewis Hamilton tem um motivo a mais para buscar um bom resultado no GP da China, segunda etapa do Mundial da Fórmula 1, que será realizado neste final de semana: o inglês tem a chance de igualar-se a Alain Prost como o segundo maior recordista de pódios da história da categoria.

Prost conquistou 106 pódios ao longo de 199 corridas em 13 temporadas na carreira. Já Hamilton tem 105 em 189 largadas. O britânico está iniciando seu 11º ano na categoria.

A marca do alemão Michael Schumacher, recordista no quesito, contudo, ainda está distante: o alemão conquistou 155 pódios em sua carreira. Mas a média de Hamilton é melhor: o inglês terminou pouco mais de 55% das provas que disputou entre os três primeiros, enquanto o heptacampeão subiu ao pódio em 50% dos GPs dos quais participou, média que piorou bastante em suas últimas três temporadas, justamente pela Mercedes, quando conquistou apenas um terceiro lugar.

Hamilton já é o segundo em número de vitórias, ainda que esteja a impressionantes 38 triunfos de igualar Schumacher. Para efeito de comparação, apenas cinco pilotos na história - além do inglês e do alemão, Prost, Vettel e Senna - venceram mais de 38 corridas em toda sua carreira.

Nas poles positions, Hamilton está a três de igualar Senna na segunda colocação - e a seis de chegar no número do alemão no topo da lista.

As atividades para o GP da China começam com os treinos livres às 23h da quinta-feira pelo horário de Brasília, e a segunda sessão às 3h da sexta. O terceiro treino começará à 1h do sábado e o treino oficial será disputado a partir das 4h. Na madrugada do domingo, a corrida começa às 3h.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!