Fórmula 1

GPs atrapalhados pelo mau tempo estão longe de ser raridade na F1. Relembre

Divulgação/F1
Nos GP dos Estados Unidos de 2015, classificação e corrida tiveram de ser feitos no mesmo dia Imagem: Divulgação/F1

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Xangai (CHI)

07/04/2017 09h42

Desta vez, não é exatamente a chuva que ameaça a realização do GP da China no domingo. Apesar de pancadas estarem previstas, a grande ameaça - e que já prejudicou seriamente os primeiros treinos livres, disputados nesta sexta-feira em Xangai - é a neblina, que impede que o helicóptero tenha teto para chegar ao hospital mais próximo, como exige o regulamento.

A categoria nunca teve uma corrida realizada em uma segunda-feira e isso não deve acontecer nesta que é a segunda etapa do campeonato de 2017, especialmente porque a etapa seguinte será já no próximo final de semana, no Bahrein, e não haveria tempo hábil para que os equipamentos chegassem ao país do Oriente Médio há tempo.

Entre tufões e furacões
Mas ter sessões canceladas ou postergadas por conta de condições climáticas está longe de ser algo raro na Fórmula 1, ocorrendo especialmente em classificações. A última situação do tipo aconteceu justamente na decisão do campeonato de 2015, nos Estados Unidos, quando a definição do grid e a corrida aconteceram no mesmo dia, no domingo, após a passagem do furacão Patricia pelas proximidades de Austin.

Houve outras ocasiões em que os torcedores voltaram para casa praticamente sem verem os carros em ação, como aconteceu com os chineses nesta sexta-feira, em que houve apenas 21 minutos de bandeira verde, ao invés das 3h previstas.

No GP do Japão de 2004, o tufão Ma-on, de 160km/h, obrigou a Federação Internacional de Automobilismo a também postergar a classificação para o sábado, algo que já vinha sendo discutido desde os treinos livres justamente pelas péssimas condições de pista da sexta-feira, quando vários pilotos sofreram para manter os carros na pista devido à forte chuva. No domingo, o fenômeno se afastou da região de Suzuka e Michael Schumacher teve uma vitória tranquila.

A prova japonesa voltaria a ser palco de algo parecido em 2010, quando a classificação chegou a começar no sábado, mas só terminou no domingo. Chovia tanto em Suzuka na ocasião que as equipes mataram o tempo com seu próprio ‘campeonato’ de barquinhos em miniatura no pitlane. O céu abriu no domingo, e Vettel não apenas fez a pole position, como venceu com tranquilidade, em uma dobradinhada da Red Bull.
Três anos depois, no GP da Austrália, a classificação novamente chegou a ser iniciada, com a disputa do Q1. Após a luz natural cair consideravelmente e a chuva não parar, a decisão foi terminar a definição do grid no domingo.

GP não pode passar de 4h
Quando as condições são adversas no domingo, contudo, a Fórmula 1 costuma resistir ao máximo, utilizando o Safety Car ou a interrupção da prova, por meio de bandeiras vermelhas, para garantir que a corrida seja completada, muito em função dos contratos de televisão. Mas houve situações em que não foi possível continuar, como no GP da Austrália de 1991, interrompido após apenas 14 voltas. Com isso, apenas metade dos pontos são computados e, para que sua totalidade seja distribuída aos pilotos, é preciso completar pelo menos 75% da distância programada da corrida.

Mais recentemente, depois que, também devido à chuva, o GP do Canadá beirou as quatro horas, a categoria passou a adotar um regulamento mais específico: o tempo total de prova, independentemente de bandeiras vermelhas, não pode ultrapassar 4h e a luminosidade também é levada em consideração. No caso de Xangai, a prova de domingo tem largada programada para as 14h locais(3h da madrugada do domingo pelo horário de Brasília) e, no papel, poderia se estender até as 18h. Porém, há uma queda brusca de luminosidade após às 17h30, o que poderia dar menos tempo para o diretor de prova decidir pela continuidade ou não caso a previsão de tempo chuvoso e com neblina se confirme.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Topo