Fórmula 1

É só desapego de Alonso? Os interesses por trás da notícia que sacudiu a F1

Clive Mason/Getty Images
Imagem: Clive Mason/Getty Images

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Manama (Bahrein)

12/04/2017 10h49

Não há dúvidas de que a decisão de Fernando Alonso de trocar o GP de Mônaco pelas 500 Milhas de Indianápolis surpreendeu o mundo da Fórmula 1. Para uns, a decisão é corajosa. Para outros, é um tapa na cara da categoria.

Mas como sempre há muitos interesses por trás de cada passo dado no paddock, não se pode reduzir algo tão significativo à simples vontade de um piloto, seja ele quem for. Tentaremos, então, entender o que pode estar por trás desta jogada.

A F-1 está tão chata assim?
Há quem tenha relacionado a desistência do espanhol em disputar o GP de Mônaco com uma queda do interesse pela Fórmula 1. Sim, há uma queda de interesse e ela é do próprio Alonso, movido por vitórias. Sabendo que é difícil chegar pelo menos a um terceiro título e vendo pilotos mais jovens lutando pelo tetra ou penta, o espanhol começou a traçar outros tipos de metas, como a de vencer as três provas mais importantes do automobilismo - GP de Mônaco, 500 Milhas e Le Mans.

Além disso, apesar de Mônaco ser uma das melhores chances para a McLaren, convenhamos que estamos falando de um par de pontos caso a classificação seja sensacional e o carro não quebre.

Por outro lado, Alonso pode ganhar conhecimento sobre como a Honda opera em uma categoria na qual vem se mostrando muito competitiva nesta temporada. Sim, os motores em si são bastante diferentes, mas um dos pilares que não vem funcionando bem na F-1 é a comunicação entre a equipe e os fornecedores de motor.

Além da questão técnica, em termos de imagem a Honda coloca seu piloto mais caro sob os holofotes de um mercado como o norte-americano, o que potencialmente gera um retorno maior do que vê-lo criticar seu motor a cada final de semana na F-1.

A McLaren sai perdendo?
A McLaren não só deixou Alonso ir para a Indy, como o apoiou fortemente, pois foi o CEO Zak Brown quem procurou caminhos para concretizar o negócio. Não é de hoje que o Grupo McLaren busca expandir seus horizontes, tendo presença inclusive na categoria de GT do WEC.

Entrando nessa tendência de retomar as origens da equipe, algo que ficou marcado pela cor laranja do carro, também há a estratégia de se aproximar mais do mercado norte-americano e, dentro disso, existe sim a ideia de ter, de fato, um projeto futuro na Indy.

Tal postura também serve de moeda de troca em negociações sobre a extensão do contrato de Alonso, que termina neste ano e Brown já afirmou que quer renovar de qualquer maneira. O empresário, inclusive, falou recentemente fechar por mais 5 anos com Alonso, que faz 36 em 2017. Será que esses cinco anos seriam para correr na Fórmula 1 ou será que ele percebe essa ânsia do espanhol em conquistar coisas fora da categoria?

Por que Button não foi confirmado?
O anúncio foi feito e logo a mídia - especialmente a britânica - já colocou Jenson Button como seu substituto óbvio. Porém, é difícil enxergar o que Button ganharia voltando para apenas uma corrida e com muito menos experiência com um carro difícil de guiar? E a equipe perderia a chance de fazer uma grande jogada de marketing - por que não convidar um piloto da Indy, como Alex Rossi, que tem a superlicença para a F-1, por exemplo? De qualquer maneira, haverá um teste na próxima semana no Bahrein e dificilmente o piloto que estará no lugar de Alonso não estará aproveitando esta que seria a única oportunidade de estar no carro antes dos treinos livres da quinta-feira em Mônaco, no final de maio.

Existe a forte possibilidade da Libery Media, nova dona da Fórmula 1 e faminta pelo mercado norte-americano, mexer suas peças para conseguir um substituto que gere um impacto que vá além da categoria. Como sempre, não tem peixe grande que saia perdendo. Principalmente em um GP de Mônaco.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Grande Prêmio
Grande Prêmio
EFE
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Redação
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Topo