Topo

Fórmula 1

Companheiro trapalhão de Senna será estrategista de Alonso nas 500 Milhas

Getty Images
Michael Andretti trocou a Indy pela F-1 em 1993 Imagem: Getty Images

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Manama (Bahrein)

13/04/2017 07h59

Fernando Alonso contará com um time bastante experiente para fazer sua estreia nas 500 Milhas de Indianápolis, dia 28 de maio. O espanhol, que decidiu trocar o GP de Mônaco pela experiência na lendária prova norte-americana, vai correr com um carro oficialmente da McLaren, mas operado pela equipe Andretti. E terá como principal estrategista, Michael Andretti.

O ex-piloto norte-americano ficou conhecido pelo público que acompanha a Fórmula 1 no Brasil como o companheiro de equipe atrapalhado que Ayrton Senna teve na temporada de 1993, sua última pela McLaren. O filho do campeão de 1978, Mario Andretti, fez 13 corridas antes de ser dispensado pelo time inglês, pontuando em apenas três provas com o carro com o qual Senna foi vice-campeão - o título ficou com Alain Prost, em um campeonato completamente dominado pelas Williams.

Antes disso, contudo, Michael já tivera muito sucesso nos EUA, inclusive ganhando o título da Indy em 1991. Após a tentativa frustrada na F-1, o piloto voltou à Indy e ainda correu até 2007, virando chefe de equipe após sua aposentadoria das pistas.

O norte-americano foi estrategista do próprio filho, Marco, ano passado nas 500 Milhas e também já trabalhou com Ryan Hunter-Reay no mesmo papel.

“Uma coisa boa é que sabemos lidar com estreantes, e temos de considerá-lo um estreante. Mas sabemos que ele tem muito talento e que ele vai se adaptar rapidamente, andando no ritmo de seus companheiros. Depois, o próximo passo será colocá-lo no tráfego. Faremos isso quando ele se sentir confortável andando sozinho”, disse Andretti, que usa como comparação a história do vencedor das 500 Milhas ano passado.

“Não estou preocupado, fizemos isso com [Alexander] Rossi. O primeiro oval em que ele andou foi Phoenix e o primeiro oval de alta velocidade e vocês viram o que aconteceu.”

Já o diretor técnico da equipe, Eric Bretzman, será o engenheiro de pista de Alonso na prova. O profissional sabe bem o que é vencer na categoria: foi o responsável por três títulos de Scott Dixon e venceu com o piloto a edição de 2008 das 500 Milhas.

A prova vai acontecer em 28 de maio. Até lá, a Andretti pretende que o espanhol tenha a primeira experiência com o carro ainda em abril, além de testar em seu simulador, o que deve acontecer já na próxima semana. A partir da segunda-feira após o GP da Espanha, dia 15 de maio, Alonso estará testando todos os dias já em Indianápolis.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!