Topo

Fórmula 1

Massa aprova Williams e vê motivos para Ferrari estar forte no Bahrein

AFP PHOTO / Johannes EISELE
Imagem: AFP PHOTO / Johannes EISELE

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Manama (Bahrein)

14/04/2017 15h05

Nem parecia que Felipe Massa tinha acabado de sair de uma sessão de ‘sauna’ de 1h30, com temperaturas acima de 30ºC - e muito mais do que isso dentro do cockpit. O brasileiro terminou os treinos livres da sexta-feira no Bahrein não apenas mostrando estar em forma, como também animado com o comportamento do carro da Williams.

“Fiquei contente com a sensação do carro com um calor tão forte” disse Massa, que terminou o dia na sétima colocação. “O carro se comportou bem tanto em uma volta lançada, quando a simulação de corrida - que foi muito boa. Acho que podemos ter um bom rendimento.”

Massa explicou que a prioridade de pilotos e equipes é acertar o carro de tal forma que proteja os pneus traseiros, muito exigidos pela combinação entre o calor e as várias áreas de reaceleração, em um circuito travado especialmente no segundo setor.

“Precisamos controlar bem o pneu, principalmente o traseiro, porque a temperatura dele vai subindo e ele vai perdendo rendimento. Aqui, a melhor coisa pensando na corrida é você ter um carro constante”, explicou o brasileiro, que vê esse fator ajudando a Ferrari neste final de semana.

“A gente sabe que a Ferrari costuma ter um bom carro para economizar pneu, até mais do que a Mercedes, então talvez seja uma pista na qual a Ferrari possa economizar um pouquinho mais a Mercedes.”

Pelo menos até aqui, a teoria de Massa se mostrou acertada: Sebastian Vettel liderou as duas sessões de treinos livres, enquanto Lewis Hamilton, da Mercedes, não passou da quinta colocação.

Os pilotos ainda terão mais 1h de treino livre no sábado, a partir das 9h pelo horário de Brasília, para acertar o carro para a classificação, que começa ao meio-dia.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!