Topo

Fórmula 1

Vettel supera Mercedes no Bahrein e vence a 2ª no ano; Massa é o 6º

Hamad I Mohammed/Reuters
Sebastian Vettel Imagem: Hamad I Mohammed/Reuters

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Manama (Bahrein)

16/04/2017 13h37

Sebastian Vettel largou em 3º, ultrapassou Hamilton na reta inicial e contou com a acertada decisão de parada da Ferrari para vencer o GP do Bahrein. O alemão ganhou a primeira posição da prova após ir antes para os boxes do que o então líder Valtteri Bottas, da Mercedes, na 13ª volta. 

Hamilton foi o segundo. Bottas completou o pódio. Raikkonen foi o quarto, Ricciardo, o quinto, e Massa, o sexto colocado.

À frente dos concorrentes da Mercedes, Vettel imprimiu forte ritmo, abrindo vantagem segura. Foi a segunda vitória de Vettel em três corridas na temporada. Ele agora tem sete pontos de vantagem para Hamilton. Confira a classificação completa. 

A performance do alemão coroou uma semana de bons resultados do ferrarista nos treinos livres em Manama.

Atuação do vencedor

Vettel fez excelente exibição no deserto de Manama. Vettel e Verstappen foram os primeiros a fazer a parada, no 13º giro. 

Logo que os dois retornaram à pista, houve acidente entre Sainz Jr e Lance Stroll. O safety car entrou na pista, promovendo disparada dos pilotos em direção aos boxes.

Com isso, Vettel e Verstappen voltaram à frente de todos, inclusive Valtteri Bottas, que liderava a prova.

Mas o jovem da Red Bull acabou deixando a prova com problemas mecânicos, entregando a liderança ao alemão da Ferrari.

Massa

AP
Imagem: AP

Felipe Massa se recuperou da corrida ruim que fez na China, voltando a mostrar um bom ritmo com a Williams. O brasileiro largou bem e ganhou duas posições, conseguindo se manter à frente de Kimi Raikkonen nas primeiras voltas. 

Depois, se deu bem com o Safety Car e voltou a superar o finlandês. Na relargada, passou na pista Daniel Ricciardo e chegou a se colocar na quarta posição. Na segunda metade da corrida, acabou sendo superado pela Ferrari e pela Red Bull, claramente mais rápidos, e chegou em uma boa sexta colocação, o máximo possível para a Williams no Bahrein.

Ferrari x Mercedes: estratégias distintas

No começo da prova, Valtteri Bottas, então líder, tentou segurar o ritmo para fazer uma parada só. Mas a Ferrari mudou a história da corrida ao chamar Vettel para os boxes, apostando em duas paradas e com um ritmo mais forte.

Já como líder, Vettel travou disputa roda a roda com Bottas na relargada, na volta 17. O tetracampeão fez o traçado preferencial, mantendo Bottas atrás. Desde então, Vettel não sofreu ameaças.

Barbeiragem

Novato na F-1, Lance Stroll foi alvo de erro do piloto Sainz Jr. O piloto da Toro Rosso saía dos boxes e acertou em cheio a lateral do carro de Stroll. Resultado: os dois tiveram de deixar a prova. O acidente provocou reviravolta na prova. Os carros foram para os boxes. Quem lucrou foi Vettel, que tinha ido pouco antes de entrar o safety car e assumiu a liderança.

As manobras

AFP
Naomi Campbell compareceu ao circuito em Manama para assistir à terceira prova da temporada da F-1 Imagem: AFP

Não foi apenas uma, mas várias. Tanto na largada, quanto na relargada, houve várias trocas de posição. No começo da corrida, Vettel passou Hamilton por fora e Massa aproveitou a briga de Raikkonen com as Red Bull para superar o finlandês.

Na relargada, foi a vez de todos irem para cima de Ricciardo, com dificuldades para aquecer o pneu supermacio. Nada mal para uma pista em que os pilotos esperavam ter dificuldade em ultrapassar.

Dia de fúria

A McLaren pode estar tentando agradar ao máximo Fernando Alonso, dando a chance dele correr nas 500 Milhas de Indianápolis. Mas o espanhol não poupou críticas ao motor Honda ao longo da corrida.

Sempre longe da zona de pontuação, o piloto não se conformava ao ser ultrapassado por vários pilotos de maneira fácil. “Nunca corri com tão pouca potência na minha vida!”, bradava o bicampeão. E olha que ele andou com a fraca McLaren de 2015.

Galvão critica escolha da Williams

Como já havia ocorrido na prova de estreia, na Austrália, Galvão Bueno criticou duramente a Williams pela escolha de Lance Stroll para ser o companheiro de Massa. O canadense deixou o GP do Bahrein após ser atingido por Sainz Jr. O narrador da Rede Globo disse que a Williams olhou para o dinheiro de Stroll, colocando a questão técnica como algo secundário.

“[A Williams] Só pensou no dinheiro. A equipe só terá a pontuação do Massa na temporada. Vai ter dificuldade”, disse Galvão.

Classificação final:

1. Sebastian Vettel         ALE       Ferrari - Ferrari 57 voltas

2. Lewis Hamilton           ING       Mercedes - Mercedes  +6.660ss

3. Valtteri Bottas              FIN         Mercedes - Mercedes  +20.397s

4. Kimi Raikkonen          FIN         Ferrari - Ferrari +22.475s

5. Daniel Ricciardo        AUS Red Bull - TAG   +39.346s

6. Felipe Massa              BRA       Williams - Mercedes      +54.326s

7. Sergio Perez               MEX      Force India-Mercedes  +1m 02.606s

8. Romain Grosjean       FRA              Haas-Ferrari       +1m 14.865s

9. Nico Hulkenberg        ALE       Renault - Renault            +1m 20.188s

10. Esteban Ocon           FRA        Force India-Mercedes  +1m 22.252s

11. Pascal Wehrlein       ALE       Sauber - Ferrari                +1 volta

12. Daniil Kvyat              RUS       Toro Rosso-Renault       +1 volta

13. Jolyon Palmer          ING       Renault - Renault            +1 volta

14. Fernando Alonso     ESP        McLaren-Honda              +3 voltas

Não completaram

15. Marcus Ericsson       SUE       Sauber - Ferrari                50 voltas completas

16. Carlos Sainz              ESP        Toro Rosso-Renault       12 voltas completas

17. Lance Stroll               CAN       Williams - Mercedes      12 voltas completas

18. Max Verstappen        HOL            Red Bull - TAG   11 voltas completas

19. Kevin Magnussen     DIN          Haas-Ferrari       8 voltas completas

20. Stoffel Vandoorne      BEL         McLaren-Honda              0 volta completa

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!