Fórmula 1

Já que a McLaren é só decepção nas pistas, chefe marqueteiro tenta inovar

Clive Mason/Getty Images
Brown (centro) assumiu posto que era de Ron Dennis no final do ano passado Imagem: Clive Mason/Getty Images

Julianne Cerasoli

Do UOL

21/04/2017 04h00

Quem diria que a McLaren iria não apenas liberar, para pavimentar o caminho para que sua grande estrela - e piloto mais bem pago da Fórmula 1 - perdesse o GP de Mônaco para participar das 500 Milhas de Indianápolis? Isso certamente não aconteceria nos tempos de Ron Dennis e ilustra bem as ideias do CEO Zak Brown, que assumiu o posto do britânico no final do ano passado e vem tentando abrir novos caminhos para a equipe.

Brown é norte-americano, mas vive na Inglaterra desde o início dos anos 1990. “Toda a minha família está lá - é nosso lar”, afirma o empresário da área de marketing, que foi piloto profissional por mais de 20 anos, disputando especialmente categorias de GT.

Foi durante sua carreira de piloto, em 1995, que Brown fundou a Just Marketing International, que acabou se tornando a maior agência de marketing voltada ao automobilismo do mundo. Com isso, não é à toa que Brown vem recebendo prêmios como “marqueteiro do ano” e tem figurado na lista dos homens mais poderosos tanto da F-1, quanto da F-Indy, há pelo menos cinco anos e tem uma fortuna avaliada em 150 milhões de dólares.

Sua influência é tão grande que ele chegou a ser fortemente cotado para controlar a parte administrativa da F-1, papel hoje desempenhado por Sean Bratches, após a venda da categoria para o grupo Liberty Media. O norte-americano de 45 anos, contudo, acabou firmando acordo com a McLaren.

Fã de Ayrton Senna, o norte-americano diz que sua primeira lembrança relacionada à equipe inglesa é da luta entre o brasileiro e Alain Prost pelo título de 1988. “E o segundo piloto de quem mais gosto é Mika Hakkinen”, conta.

Sua visão para que a equipe cresça é focar nos fãs. “Isso é crítico para que a própria F-1 avance. E gostaria que a McLaren - como sempre foi o caso - tomasse a liderança, fazendo isso com uma forte ênfase no lado comercial.”

De fato, a equipe ganhou várias manchetes primeiramente com o retorno da cor laranja, tradicionalmente usada pelo time desde os anos 1960, e mais recentemente com o anúncio da participação de Fernando Alonso, com um carro McLaren, nas 500 Milhas de Indianápolis. Em ambos os casos, Brown foi decisivo.

“Eu tinha de um lado o Zak, um americano, forçando para que eu fizesse as 500 Milhas. E do outro lado o Eric [Boullier, chefe da equipe], um francês, pendendo para as 24 Horas de Le Mans”, revelou o piloto espanhol.

Mark Thompson/Getty Images
Imagem: Mark Thompson/Getty Images

Brown não só ganhou a briga interna como também conseguiu novamente o que parecia improvável: gerar marketing positivo para um time que vive a pior fase da história. Afinal, é desta maneira que o dirigente espera atrair um patrocinador máster, algo que a McLaren não tem desde 2013, e equilibrar as contas do time, que hoje depende muito do patrocínio da Honda e dos lucros do Grupo McLaren como um todo.

Não coincidentemente, também sob o controle de Brown, as críticas à montadora japonesa ficaram bem mais explícitas, como se o time estivesse preparando o terreno para um rompimento. E para roubar novamente as manchetes.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

UOL Esporte
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Esporte Ponto Final
UOL Esporte
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Topo