Topo

Fórmula 1

Long Beach pode deixar a Indy e voltar a receber etapa da Fórmula 1

Jeff Gross/Getty Images/AFP
Desde 1984, cidade recebe a Fórmula Indy, mas F1 pode "retomar terreno" Imagem: Jeff Gross/Getty Images/AFP

Do UOL, em São Paulo

25/04/2017 19h18

Long Beach, na Califórnia, pode voltar a receber uma corrida de Fórmula 1. Palco do Grande Prêmio do Oeste dos Estados Unidos entre 1976 e 1983, a cidade cogita deixar o calendário da Fórmula Indy e, a curto prazo, retornar à F1.

No início da década de 1980, os moradores de Long Beach começaram a reclamar da realização da prova, disputada em um circuito de rua. A prova de 1983 chegou a ter um traçado novo para tentar diminuir as queixas, mas o Long Beach City Council – um conselho formado por moradores influentes da cidade – acabou determinando o fim das provas de F1 no local. Desde então, as ruas locais passaram a receber provas da Fórmula Indy.

A hegemonia da Indy, porém, pode estar perto do fim. Segundo o site local Gazettes, o conselho de moradores encomendou um estudo de avaliação de cada uma das categorias a uma empresa de consultoria, a KPMG Corporate Finance – que, pelo estudo, receberá US$ 150 mil (ou pouco mais de R$ 470 mil).

Caso decida optar pelo retorno à F1, a Prefeitura de Long Beach pode tentar entrar na categoria já em 2018. “Em 2015, a cidade assinou um contrato de três anos com a GPALB (Grand Prix Association of Long Beach), mantendo a Fórmula Indy na cidade até 2018”, diz o jornal. “O contrato ainda tem um ano de duração, mas pode ser rompido por qualquer um dos lados com um aviso prévio de 30 dias”, completa.

O retorno da cidade já foi especulado pela Fórmula 1 em 2015, mas sem evolução. Na época, os organizadores da corrida apontaram custos menores com a disputa da Indy na cidade.

Além de Long Beach, outras cidades dos Estados Unidos já foram cotadas para receber uma segunda corrida no país por temporada, como Nova Jersey e Las Vegas. Por enquanto, a única corrida da F1 em solo americano acontece no Circuito das Américas, em Austin.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!