Fórmula 1

F-1 corre contra o tempo para aprovar proteção no cockpit. Mas não convence

LOIC VENANCE/AFP
Após vários testes, projeto do halo foi abandonado nesta semana Imagem: LOIC VENANCE/AFP

Julianne Cerasoli

Do UOL

27/04/2017 14h03

A Fórmula 1 corre contra o tempo para desenvolver uma proteção adicional para o cockpit para a próxima temporada. E, depois dos dirigentes desistirem do sistema chamado halo, que ganhou o apelido de chinelo havaianas devido ao seu formato, os pilotos seguem divididos sobre qual seria a melhor solução para melhorar a segurança dos carros.

O foco agora está no chamado escudo, que se assemelha a um visor. Segundo apurou o UOL Esporte, o conceito só será testado na pista a partir do GP da Itália, o que significa que ele terá de ser aprovado por unanimidade para estar no grid em 2018.

O problema da nova solução é que ela ainda não é tão forte quanto o halo e, por isso, os pilotos estão bastante divididos. Nico Hulkenberg e Daniil Kvyat já se posicionaram contra, enquanto outros pedem mais tempo para a Federação Internacional de Automobilismo.

“É mais bonito, mas também é seguro. Provavelmente não está no mesmo nível que o halo em termos de segurança, mas a FIA acredita que pode melhorar bastante o conceito. Então é uma questão do quanto eles vão conseguir desenvolver o sistema”, disse Sergio Perez ao UOL Esporte.

“Acho que todos os sistemas apresentados até agora tinham os prós e contras. O halo, obviamente, tinha uma estrutura muito forte e seria muito bom para proteger de um pneu, mas ele ainda tinha uns buracos, então um objeto menor poderia entrar e isso era um lado negativo. O escudo parece dar mais proteção, mas é menos resistente em relação ao impacto. Mas só vimos uma apresentação até agora, temos de esperar”, concordou Daniel Ricciardo.

Já Felipe Massa ponderou que o escudo poderia ter protegido-o de seu acidente na classificação do GP da Hungria. “Mas não funcionaria no caso de uma roda se soltar, ao contrário do halo. Acho que a questão final é a segurança, o que realmente aumentar a segurança deveria ser adotado”, disse o brasileiro, dando a entender que não seria contra a implementação do halo, mesmo com a preocupação em relação ao visual dos carros.

Neste final de semana, os pilotos estão em Sochi onde disputam a quarta etapa do campeonato. O GP da Rússia terá classificação às 9h do sábado pelo horário de Brasília e a largada no mesmo horário, no domingo. As atividades começam com os treinos livres na sexta-feira, em duas sessões de 1h30 a partir das 5h e das 9h da manhã.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Topo