Topo

Fórmula 1

Feliz por GP ter acabado, Hamilton reconhece que Bottas foi melhor

AP Photo/Sergei Grits
Imagem: AP Photo/Sergei Grits

Julianne Cerasoli

Do UOL

30/04/2017 12h30

Enquanto Valtteri Bottas dominou o GP da Rússia, seu companheiro Lewis Hamilton não se encontrou durante todo o final de semana em Sochi. Quarto colocado no grid e na prova, o inglês viu o rival na disputa pelo título, Sebastian Vettel, ampliar a vantagem na liderança do mundial para 13 pontos. O alemão foi o segundo colocado.

Foi a primeira vez que Hamilton cruzou a linha de chegada e não chegou entre os três primeiros desde o GP da Europa do ano passado, disputado em junho em Baku. Desde o início da temporada de 2014, quando a Mercedes começou a dominar, isso só se repetiu cinco vezes no total.

“Já tive finais de semana ruins na minha vida. Mas já passou e estou contente por ter acabado!”, reconheceu o tricampeão. “Foi um final de semana difícil para mim, mas um grande GP para o Bottas, queria dar os parabéns para ele. Ele merece muito, trabalha muito duro. Queria ter ajudado a equipe a conquistar uma dobradinha, mas simplesmente não tinha um bom ritmo neste final de semana.”

Perguntado pelo UOL Esporte sobre o tipo de dificuldade enfrentado na Rússia, Hamilton preferiu não se aprofundar. “Foram várias coisas diferentes, o importante para a equipe é que Valtteri fez um grande trabalho”. Durante a prova, contudo, o inglês reclamou diversas vezes do superaquecimento de pneus e freios. Porém, ouviu dos engenheiros que ele não era o único tendo o mesmo tipo de dificuldade.

Hamilton terá a chance de se recuperar daqui a duas semanas, no GP da Espanha, quinta etapa da temporada.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!