Fórmula 1

Honda anuncia que passará a fornecer motores à Sauber a partir de 2018

Dan Istitene/Getty Images
Imagem: Dan Istitene/Getty Images

Julianne Cerasoli

Do UOL

30/04/2017 06h40

Após meses de rumores, a Sauber confirmou neste domingo que vai passar a usar os motores Honda a partir da próxima temporada. As negociações vinham acontecendo desde o ano passado, quando a equipes suíça decidiu utilizar os motores Ferrari de 2016 no carro desta temporada para economizar.

“É uma grande honra para a Sauber poder trabalhar junto com a Honda nas próximas temporadas. Nosso realinhamento não é apenas visível por meio do novo comando, mas também com nossa nova parceria técnica com a Honda”, afirmou a chefe da equipe, Monisha Kaltenborn, referindo-se ao grupo de investimento suíço que comprou o time em meados do ano passado e vem injetando mais dinheiro nesta temporada em que a Sauber comemora 25 anos na Fórmula 1.

A Honda voltou à Fórmula 1 em 2015 com um acordo similar a uma equipe de fábrica com a McLaren. Nos primeiros anos, o time inglês queria exclusividade, mas há quem defenda que ter outra equipe testando constantemente o motor será importante para a Honda desenvolver seu equipamento. Os japoneses têm tido bastante dificuldade em lidar com a tecnologia dos V6 turbo híbridos e, acredita-se, tem quase 200 cavalos a menos do que Mercedes ou Ferrari.

“Este será um novo desafio para as atividades de F-1 da Honda”, apontou o diretor de marca e comunicação da marca japones, Katsuhide Moriyama. “Para levar o benefício de ter duas equipes ao máximo, vamos fortalecer os sistemas e capacidades de nossas duas operações de desenvolvimento, em Sakura [no Japão] e de Milton Keynes [na Inglaterra]. Vamos continuar nossos desafios para que os fãs curtam ver uma Honda dominante o mais rápido possível.”

Enquanto isso, a relação com a McLaren não é das melhores, como admitiu o diretor de engenharia Matt Morris. “Claramente é uma relação tensa, mas ela também é forte. Acho que um de nossos maiores desapontamentos foi que não esperávamos ter tantos problemas de confiabilidade e demorou um tempo para engolir isso.”

Os problemas começaram ainda nos primeiros testes de pré-temporada e continuam: neste final de semana, na quarta etapa do campeonato, na Rússia, Stoffel Vandoorne usou seu quinto motor e já começou a pagar punições.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Topo