Fórmula 1

Alonso faz primeiro teste em Indianápolis e diz: "carro pilota a si mesmo"

Do UOL, em São Paulo

03/05/2017 14h19

O espanhol Fernando Alonso teve nesta quarta-feira (3) seu primeiro contato com o oval no qual serão disputadas as 500 Milhas de Indianápolis. O piloto da McLaren entrou no carro laranja da equipe Andretti e começou a preparação prática para a prova que será realizada no próximo dia 28 de maio.

Como “aquecimento”, o espanhol realizou 51 voltas para passar pelo Programa de Orientação de Novatos (ROP, sigla em inglês). Nele, Alonso foi aumentando sua velocidade média gradualmente, passando de voltas consecutivas na casa dos 346 km/h e chegando a 353,498 km/h. Antes que o espanhol entrasse no carro, o piloto Marco Andretti testou o carro para ver se estava tudo certo. Com a aprovação dele, foi a vez de Alonso, que comentou como foi seu primeiro contato com a pista.

“Foi legal. É uma boa forma de começar, aumentar a velocidade. Provavelmente difícil atingir a velocidade mínima no começo, mas me senti bem. No momento o carro está pilotando a si mesmo, não eu pilotando ele. Me senti mais confortável após 30 voltas”, afirmou Alonso, que vinha testando simuladores para se aclimatar ao circuito.

“A sensação no simulador é bem realista. Você tem o primeiro contato, a primeira impressão de como vai ser, mas o carro de verdade tem uma sensação única. Não é o mesmo no simulador do que no carro real”, analisou. “Até agora foi uma boa experiência. Agora vamos começar a para valer.”

Chefe da Andretti, equipe que Alonso representará nas 500 Milhas, Michael Andretti fez uma avaliação extremamente positiva do desempenho do espanhol.

“Ele foi perfeito. Tudo que ele tinha que fazer – passar pelas três fases (do programa de orientação de novatos) e agora podemos brincar um pouco. Até o momento, tudo foi realmente perfeito”, opinou.

Na segunda etapa dos testes, Alonso alcançou 358,15 km/h como a melhor velocidade média. Foram 37 voltas extras no oval, suficientes para "esgotar" os pneus que a equipe levou para o circuito. O espanhol deixou a pista e comentou os resultados iniciais.

"Está ventando um pouco agora. O vento aumentou nas últimas voltas, mas é boa informação também, ter umas dificuldades. Tudo foi bem até agora. Esgotamos os pneus. Estamos debatendo o que fazemos agora. Tomara que consigamos correr um pouco mais. Vai cair chuva em breve, é a maior preocupação. Se não chovesse, correríamos mais", afirmou.

Questionado se se sentiu totalmente no controle do carro em um ambiente novo, Alonso relatou dificuldades iniciais para se adaptar.

"De forma alguma (foi confortável). Estou me acostumando. O circuito parece muito estreito quando você naquela velocidade. Quando você vê pela TV ou pelo simulador, parece maior e mais fácil. Quando você está no carro real, parece bem estreito. No começo, para ser honesto, o pé direito tinha seu próprio poder, não estava conectado com meu cérebro. Queria pisar fundo, mas o pé direito tem sua própria vida. Agora estou mais no controle", declarou.

Com as condições climáticas adversas, o espanhol voltou à pista para mais 22 voltas, totalizando 110 no oval. Alonso não cometeu nenhum erro no circuito e teve aqueles 358,15 km/h como a melhor velocidade média em uma volta. Passado esse primeiro teste, Alonso retomará a preparação para a prova da Fórmula Indy no dia 15 de maio.

A título de comparação e para ter referência, os cinco primeiros do grid de largada das 500 Milhas de Indianápolis em 2016 superaram a média de 370 km/h no circuito. Em primeiro ficou James Hinchcliffe, com 371,37 km/h, seguido de Josef Newgarden (371,27), Ryan Hunter-Reay (371,19), Townsend Bell (370,92) e Carlos Muñoz (370,71).

Quem venceu a prova, no entanto, foi o americano Alexander Rossi, que largou em 11º após registrar a velocidade média de 367,69 km/h nos treinos. Rossi conquistou a vitória na primeira vez que disputou a prova. No entanto, ao contrário de Alonso, o americano se dedicava completamente à categoria e realizava sua quinta corrida na Fórmula Indy – o espanhol se ausentará do GP de Mônaco para buscar a segunda conquista da tríplice coroa do automobilismo (já tem duas vitórias no GP de Mônaco de F1, em 2006 e 2007; restam as 500 Milhas de Indianápolis e as 24h de Le Mans). 

Massa deseja boa sorte ao ex-colega

O brasileiro Felipe Massa, ex-colega de Fernando Alonso na Ferrari, desejou boa sorte ao espanhol no desafio que é a disputa das 500 Milhas de Indianápolis. Pelo Instagram, Massa publicou uma foto desejando sucesso ao adversário na Fórmula 1.

 

Boa sorte @fernandoalo_oficial good luck @indycar

Uma publicação compartilhada por Felipe Massa (@massafelipe19)

 

 

 

 

 

 

 

 

em

Quem também enviou uma mensagem ao espanhol foi o britânico Jenson Button, que o substituirá no GP de Mônaco na Fórmula 1. Além de elogios ao colega de equipe, Button repetiu a mensagem de Massa e brincou com o espanhol.

"Boa sorte, tome cuidado e vença! Vou manter seu assento quente enquanto você estiver fora e deixar você com ciúmes que você não correu em Mônaco", afirmou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
UOL Esporte
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Esporte Ponto Final
UOL Esporte
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Topo