Topo

Fórmula 1

Novo dono da Fórmula 1 diz que Bernie Ecclestone atrapalhava categoria

Do UOL, em São Paulo

04/05/2017 18h22

Bernie Ecclestone, diretor-executivo da Formula One Management (FOM) até o início de 2017, era responsável por muito do atraso da Fórmula 1. Pelo menos na opinião de Chase Carey, novo chefão da categoria.

Em entrevista à agência Press Association, Carey afirmou que Ecclestone vetava muitas ideias para renovar a F1, e que isso provocava “frustração” em muitos dos protagonistas da categoria.

“Qual é o valor de uma ideia se a resposta para tudo que você quer fazer é ‘não’? Tudo que isso faz é provocar frustração. Há uma porção de coisas que não foram feitas e que precisam ser feitas. Sentimos que o esporte, nos últimos cinco ou seis anos, não foi administrado de forma a explorar plenamente seu potencial”, afirmou.

Desde que o grupo Liberty Media, encabeçado por Chase Carey, assumiu o controle da Fórmula 1, a categoria deu passos importantes em questões como distribuição de conteúdo em redes sociais. O dirigente, porém, afirma que as principais melhorias devem levar algum tempo.

“Nós nos importamos mais com o futuro do esporte em três anos do que em três meses. Bernie sobre esteve focado em curto prazo, e nosso foco é constituir valor a longo prazo”, disse Carey – que, no entanto, adotou um discurso político para elogiar o antecessor.

“Todos nós cometemos erros e ninguém é perfeito. Bernie conduziu o negócio por anos e o vendeu por US$ 8 bilhões. Ele merece todo o crédito do mundo pelo que fez. Mas, no mundo de hoje, você precisa dar mercado a um esporte. Não estávamos dando mercado ao esporte”, completou.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!