Fórmula 1

Nem correr em casa anima Alonso: espanhol só pensa nas 500 Milhas

Mark Thompson/Getty Images
Fernando Alonso, da McLaren, no GP da Espanha Imagem: Mark Thompson/Getty Images

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Barcelona (ESP)

13/05/2017 04h00

A atual fase de Fernando Alonso é tão ruim que nem correr na frente da própria torcida anima o piloto da McLaren neste final de semana, no GP da Espanha. Em pé de guerra com a fornecedora de motores Honda devido ao rendimento ruim e à falta de confiabilidade da unidade de potência dos japoneses, resta ao bicampeão da F-1 focar em seu próximo desafio: estrear nas 500 Milhas de Indianápolis, em duas semanas.

O espanhol tem todos os motivos para se animar para falar mais sobre a nova experiência do que sua atual situação: na Fórmula 1, ainda não pontuou após quatro etapas e a situação continuou ruim após as primeiras sessões de treinos livres, as quais terminou em último, com apenas 22 voltas completadas no total.

Frustrado, Alonso chegou até a publicar uma foto jogando pádel com seu preparador físico durante a primeira sessão de treinos, depois que ele ficou de fora devido a mais uma quebra da Honda.

O humor do piloto da casa só muda quando ele é perguntado sobre o desafio na Fórmula Indy. E o motivo é simples: o piloto acredita que, lá, tem alguma chance de vencer, ainda que acredite que a falta de experiência poderá pesar contra.

“Digamos que eu tenha uma porcentagem mais baixa de vencer em relação aos mais experientes, pois vai chegar um momento na corrida em que eles terão uns truques que eu não sei fazer”, admitiu o espanhol, ouvido pelo UOL Esporte em Barcelona.

“Mas acho que é uma corrida em que você tem uma porcentagem de chance de vencer, como todo mundo, porque são vários fatores: o ritmo que você tem, como os pneus se comportam, a degradação, bandeiras amarelas na hora certa durante a corrida. Sei que, mesmo que você não esteja super rápido, você precisa continuar focado e acreditar porque você pode ganhar no final da corrida.”

Com Alonso em má fase, resta ao torcedor local apostar em um top 10 para o outro piloto do país, Carlos Sainz. E o próprio piloto da Toro Rosso já está acostumado a ser a grande esperança do país. “Tem sido assim nos últimos anos. É claro que gostaria de estar disputando com Fernando e por posições mais à frente, mas acho que estamos evoluindo e vou focar em fazer o melhor resultado possível.

O GP da Espanha tem largada às 9h (de Brasília).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Redação
Redação
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Topo