Topo

Fórmula 1

Não é só Alonso. Conheça os outros ex-pilotos de F1 da Indy 500

R Brent Smith/AP
Juan Pablo Montoya durante o último treino livre para as 500 Milhas de Indianápolis Imagem: R Brent Smith/AP

Do UOL, em São Paulo

27/05/2017 04h00

Fernando Alonso causou frisson ao anunciar que trocaria o Grande Prêmio de Mônaco pelas 500 Milhas de Indianápolis neste ano. Mas o espanhol não será o único ex-Fórmula 1 a disputar a 101ª edição da corrida mais tradicional da IndyCar. Neste domingo, quando largar da quinta posição para a prova, o piloto enfrentará Takuma Sato e Juan Pablo Montoya, seus ex-adversários na principal categoria do automobilismo mundial.

Sato é quem está melhor posicionado no grid de largada para as 500 Milhas. O piloto vai largar da quarta posição, uma à frente de Alonso. A carreira do japonês na Fórmula 1 foi de 2001 a 2008.

Depois de começar como piloto de testes da Honda em 2001, Sato correu por Jordan, BAR  Super Aguri, despedindo-se da categoria em 2008. A melhor temporada foi em 2004, quando somou 34 pontos e subiu uma vez ao pódio. O japonês está na IndyCar desde 2010. Na categoria americana, o japonês soma seis poles e uma vitória.

O outro piloto ex-F-1 que Alonso enfrentará em Indianápolis é Juan Pablo Montoya. O piloto colombiano competiu na principal categoria do automobilismo entre 2001 e 2006 e teve carreira mais bem-sucedida que Sato, terminando o mundial de pilotos na terceira colocação por duas temporadas.

Campeão da Champ Car em 1999, Montoya chegou à F-1 em 2001 para competir pela Williams. Ficou na equipe até 2004, vencendo quatro corridas – entre elas, um Grande Prêmio do Brasil.  

As duas últimas temporadas de Montoya na F-1 foram na McLaren. A melhor foi em 2005, quando venceu três provas – mais uma vez, incluindo o GP do Brasil – e terminou a temporada na quarta colocação do mundial. Na escuderia inglesa, acabou saindo de maneira precoce no meio de 2006, após provocar irritação por ter fechado um acordo com a Nascar.

O colombiano vai largar na 18ª colocação em Indianápolis. Em seu currículo, estão cinco vitórias em cinco temporadas de IndyCar, incluindo as 500 Milhas em 2000 e 2015.

A lista de ex-pilotos da F-1 poderia ser maior se Sébastien Bourdais, que correu pela Toro Rosso em 2008 e 2009, não tivesse machucado a pélvis e o quadril em acidente durante o classificatório para as 500 milhas. Que Alonso, Sato e Montoya possam disputar a prova sem o mesmo destino. 

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!