Fórmula 1

Não é só Alonso. Conheça os outros ex-pilotos de F1 da Indy 500

R Brent Smith/AP
Juan Pablo Montoya durante o último treino livre para as 500 Milhas de Indianápolis Imagem: R Brent Smith/AP

Do UOL, em São Paulo

27/05/2017 04h00

Fernando Alonso causou frisson ao anunciar que trocaria o Grande Prêmio de Mônaco pelas 500 Milhas de Indianápolis neste ano. Mas o espanhol não será o único ex-Fórmula 1 a disputar a 101ª edição da corrida mais tradicional da IndyCar. Neste domingo, quando largar da quinta posição para a prova, o piloto enfrentará Takuma Sato e Juan Pablo Montoya, seus ex-adversários na principal categoria do automobilismo mundial.

Sato é quem está melhor posicionado no grid de largada para as 500 Milhas. O piloto vai largar da quarta posição, uma à frente de Alonso. A carreira do japonês na Fórmula 1 foi de 2001 a 2008.

Depois de começar como piloto de testes da Honda em 2001, Sato correu por Jordan, BAR  Super Aguri, despedindo-se da categoria em 2008. A melhor temporada foi em 2004, quando somou 34 pontos e subiu uma vez ao pódio. O japonês está na IndyCar desde 2010. Na categoria americana, o japonês soma seis poles e uma vitória.

O outro piloto ex-F-1 que Alonso enfrentará em Indianápolis é Juan Pablo Montoya. O piloto colombiano competiu na principal categoria do automobilismo entre 2001 e 2006 e teve carreira mais bem-sucedida que Sato, terminando o mundial de pilotos na terceira colocação por duas temporadas.

Campeão da Champ Car em 1999, Montoya chegou à F-1 em 2001 para competir pela Williams. Ficou na equipe até 2004, vencendo quatro corridas – entre elas, um Grande Prêmio do Brasil.  

As duas últimas temporadas de Montoya na F-1 foram na McLaren. A melhor foi em 2005, quando venceu três provas – mais uma vez, incluindo o GP do Brasil – e terminou a temporada na quarta colocação do mundial. Na escuderia inglesa, acabou saindo de maneira precoce no meio de 2006, após provocar irritação por ter fechado um acordo com a Nascar.

O colombiano vai largar na 18ª colocação em Indianápolis. Em seu currículo, estão cinco vitórias em cinco temporadas de IndyCar, incluindo as 500 Milhas em 2000 e 2015.

A lista de ex-pilotos da F-1 poderia ser maior se Sébastien Bourdais, que correu pela Toro Rosso em 2008 e 2009, não tivesse machucado a pélvis e o quadril em acidente durante o classificatório para as 500 milhas. Que Alonso, Sato e Montoya possam disputar a prova sem o mesmo destino. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Topo