Topo

Fórmula 1

Carros de 2017 batem recordes. E exigem aumento de segurança em Interlagos

Mark Thompson/Getty Images
Jenson Button, da McLaren, nos treinos livres do GP Brasil em Interlagos Imagem: Mark Thompson/Getty Images

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Londres (ING)

06/06/2017 04h00

O principal objetivo das mudanças pelas quais a Fórmula 1 passou em seu regulamento técnico em 2017 era tornar os carros cerca de 5s mais rápidos em relação ao campeonato de 2015. E a meta foi atingida, uma vez que o Circuito da Catalunha, na Espanha, foi considerado o parâmetro oficial devido às características da pista.

Na Espanha, Lewis Hamilton foi 5s5 mais rápido neste ano que a pole de 2015, marcada por seu então companheiro de Mercedes, Nico Rosberg. Em outras pistas, como na Rússia e em Mônaco, os carros deste ano registraram as voltas mais rápidas da história - no caso do Principado, desde que mudanças alteraram a quilometragem do circuito.

O mesmo é esperado para o GP do Brasil. A melhor volta de classificação dada na pista de Interlagos até hoje foi de Rubens Barrichello, em 2004: 1min09s822. E mesmo ano passado, Lewis Hamilton chegou razoavelmente perto, andando em 1min10s736. Ainda mais considerando que a prova brasileira é realizada no final do ano, com os carros já bem desenvolvidos, é quase impossível que a marca de Barrichello não caia.

Pensando na maior velocidade dos carros, a FIA já se adiantou e pediu mudanças aos organizadores, que têm sido realizadas, com o apoio da Prefeitura Municipal. Alguns trechos receberão uma segunda barreira de pneus – na frente da já existente: ‘S’ do Senna, Ferradura, Laranjinha, curva 8 e Bico do Pato. “Ela passou a ser necessária já que os carros deverão passar nesses pontos em uma velocidade bem maior do que nos anos anteriores” como explica Luis Ernesto Morales, engenheiro-chefe da organização do GP Brasil.

Os ingressos para a prova, que será realizada dia 12 de novembro, já estão à venda. Os valores vão de 580 a 2.950 reais para as arquibancadas e de 4.580 a 15.400 para a área VIP.

Neste final de semana, em que será realizado o GP do Canadá, o número a ser batido também é de Rubens Barrichello: 1min13s622 é o melhor tempo estabelecido em uma corrida em Montreal. Existe a dúvida se a marca desta que será a sétima etapa do campeonato será batida porque, ainda que os novos carros tenham melhor capacidade de frenagem, eles perdem em velocidade de reta devido ao maior arrasto aerodinâmico e o circuito canadense é repleto de zonas de aceleração máxima.

Confira os horários do GP do Canadá
Sexta-feira, 09 de Junho de 2017
Treino Livre 1   11:00 – 12:30
Treino Livre 2   15:00 – 16:30
Sábado, 10 de Junho de 2017
Treino Livre 3   11:00 – 12:00
Classificação – 14:00 – 15:00
Domingo, 11 de Junho de 2017
Corrida – 15:00

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!