Fórmula 1

Pilotos são contra calendário inflado para 2018: "É difícil ter uma vida"

Mark Thompson/Getty Images
Fernando Alonso disse que deixará categoria caso mudança ocorra Imagem: Mark Thompson/Getty Images

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Montreal (Canadá)

09/06/2017 04h00

Os novos donos da Fórmula 1 devem ter dificuldade para implementar seu plano de aumentar o calendário de 20 para 25 corridas já na próxima temporada. A maioria dos pilotos ouvidos pelo UOL Esporte em Montreal, palco da sétima etapa do mundial neste final de semana, é contra a mudança e Fernando Alonso inclusive já avisou que deixaria a categoria caso o plano saia do papel.

“Acho que dá para fazer, na Nascar acho que são 46 corridas ou algo do tipo”, lembrou o espanhol ao UOL Esporte. “Comecei quando o campeonato tinha 16 corridas, depois subiu e chegou a 20, 21, depois voltou para 20. Acho que esse é mais ou menos o limite em que você tem mais ou menos qualidade de vida. Mais do que isso acho que começa… porque você tem os compromissos com patrocinadores, tem de que ir na fábrica fazer simulador, testar e viajar (até porque não estamos correndo só na Europa, mas no mundo todo). Sua vida desaparece. Há vantagens e desvantagens em ter 25 corridas e acho que o esporte tem de decidir”.

O mexicano Sergio Perez, da Force India, concorda com o piloto da McLaren. “Acho que a agenda atual já é muito apertada para todos que trabalham na Fórmula 1. É difícil ter uma vida ou fazer outra coisa. Ter 25 corridas é simplesmente demasiado.”

Mas tem piloto que não se importa tanto em ver o calendário com mais etapas. “É muita coisa. Acho que nem tanto para mim, mas para os mecânicos e suas famílias. Não sei se isso seria positivo”, disse Max Verstappen, da Red Bull.

Já Felipe Massa prefere que a mudança seja feita aos poucos. Mas diz que não deixaria a Fórmula 1 por conta do calendário. “Se eu tiver feliz no que estou fazendo, não muda nada. Só acredito que talvez seja uma mudança muito grande para ser feita de um ano para o outro. Talvez devesse ser feito devagar.”

A temporada de 2017 tem 20 corridas, a exemplo do que vem acontecendo nos últimos anos. O campeonato mais longo da história foi o de 2012, com 21 etapas na Oceania, Europa, Ásia e Américas. Originalmente, a Fórmula 1 começou com sete corridas em 1950, sendo seis na Europa e as 500 Milhas de Indianápolis, que contavam para o campeonato.

 Confira os horários do GP do Canadá

Sexta-feira, 09 de Junho de 2017
Treino Livre 1   11:00 – 12:30
Treino Livre 2   15:00 – 16:30

Sábado, 10 de Junho de 2017
Treino Livre 3   11:00 – 12:00
Classificação – 14:00 – 15:00

Domingo, 11 de Junho de 2017
Corrida – 15:00

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Redação
Redação
Grande Prêmio
Topo