Fórmula 1

Com carro 'solto' e muros próximos, GP do Canadá pede tocada agressiva

Mark Thompson/Getty Images
Rosberg trava a roda para se manter na frente na largada do GP do Canadá do ano passado Imagem: Mark Thompson/Getty Images

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Montreal (CAN)

10/06/2017 04h00

No papel, são apenas retas longas combinadas com chicanes. Mas o GP do Canadá sempre costuma ser complicado para os pilotos. Uma configuração que deixa os carros mais instáveis, o asfalto pouco aderente de um circuito que é usado como parque público pelo restante do ano e a proximidade dos muros fazem com que os pilotos sejam unânimes em afirmar que o circuito Gilles Villeneuve é bem mais difícil do que parece.

“Os circuitos de rua sempre são um pouco mais complicados”, disse Daniel Ricciardo, da Red Bull, ao UOL Esporte. “Quando você tem muros perto da área de escape, isso gera mais riscos, e também as zebras aqui são altas e podem desestabilizar o carro se você bater nelas no ângulo errado. Além disso, andamos com pouca carga aerodinâmica aqui, então temos altas velocidades com grandes zonas de frenagem também. E o asfalto não tem muita aderência. Por conta de todos esses fatores, costuma ser uma corrida muito movimentada e divertida. Gosto muito daqui.”

AP
Um dos acidentes mais famosos de Montreal foi o de Kubica em 2007 Imagem: AP
A pouca carga aerodinâmica citada por Ricciardo é consequência direta do fato da pista ter retas longas. A configuração serve para que os carros tenham menor resistência ao ar e possam ser mais rápidos. Porém, ao mesmo tempo isso desestabiliza o carro nas freadas, que acabam sendo mais fortes no Canadá justamente devido às altas velocidades, perto dos 350km/h, como explicou ao UOL Esporte o companheiro de Ricciardo, Max Verstappen.

“Acho que tem muito a ver com a confiança nas freadas porque elas são muito fortes e ficam entre grandes retas, então os freios esfriam bastante. E como chegamos na curva em alta velocidade, isso dificulta. E também como tem a zebra normal e aquela salsicha mais alta e você que fazer a chicane da forma mais reta possível, sempre há um risco de bater nela e perder o carro. E se fizer isso você vai para o muro.”

Especialista em Montreal, tendo vencido cinco provas das dez que disputou no circuito Gilles Villeneuve, Lewis Hamilton defende que a pista premia os estilos de pilotagem mais agressivos.

“Acho que, quando você entende as curvas, é como uma pista de kart com longas retas, por isso são várias as oportunidades de ultrapassagem, já que dá para seguir o carro da frente um pouco mais de perto do que em outras curvas. É uma pista mais mecânica, técnica, e combina bem com um estilo de pilotagem agressivo. Então tudo isso significa que você tem de ser mais agressivo do que em outros circuitos.”

Nesta pista complicada, os pilotos definem o grid de largada a partir das 14h pelo horário de Brasília. A corrida será no domingo, às 15h.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
AFP
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Redação
Topo