Fórmula 1

"Estamos na F1 ou no Coliseu?", critica chefe da Ferrari

F1/oficial
Vettel reclama com Hamilton após freada brusca do piloto inglês Imagem: F1/oficial

Da agência ANSA

25/06/2017 15h06

O chefe de equipe da Ferrari na F1, Maurizio Arrivabene, criticou neste domingo (25) as confusões e choques entre pilotos no Grande Prêmio do Azerbaijão. A corrida ficou marcada por uma briga entre Lewis Hamilton e Sebastian Vettel após um toque durante a bandeira amarela.

"Fazendo uma análise da corrida, não quero recriminar ninguém, porque esse não é meu estilo, mas levando em conta o que aconteceu entre Bottas e Raikkonen, depois o episódio de Vettel com Hamilton, estamos na Fórmula 1 ou no Coliseu?", questionou o dirigente. "Se estivermos no Coliseu, é só falar, basta fazer uma famosa técnica diretiva e tudo se resolve".

Em uma corrida cheia de polêmicas e contratempos, o Grande Prêmio do Azerbaijão foi vencido por Daniel Ricciardo, da Red Bull. O australiano tinha batido seu carro nos treinos classificatórios e largou na última posição. Mas uma série de incidentes com os outros pilotos o fez vencer a prova.

Na largada, o pneu de Valtteri Bottas, da Mercedes, furou após uma colisão com Kimi Raikkonen, da Ferrari, que, depois, também sofreu com pneus estourados por um toque nas Force India. Mas foi na 21ª volta que o episódio mais polêmico ocorreu.

O britânico Lewis Hamilton, da Mercedes, liderava a prova, mas freou bruscamente durante a bandeira amarela. Seu adversário, o alemão Sebastian Vettel, vinha logo atrás e não conseguiu parar a tempo, atingindo a traseira da Mercedes. Revoltado, o piloto da Ferrari colou ao lado de Hamilton e gesticulou antes de enfiar seu monoposto propositalmente na lateral da Mercedes. O alemão foi punido com 10 segundos nos boxes.

"Analisando como tudo terminou, Vettel chegou na frente de Hamilton e sempre está na frente nos treinos classificatórios, isso é um ponto positivo", disse Arrivabene. O alemão, porém, acusou o britânico de colocar em risco os outros pilotos ao realizar uma freagem tão brusca na curva.   

Hamilton rebateu, dizendo que a atitude revoltada de Vettel "não condiz com a de um tetracampeão mundial". Com tudo isso, Ricciardo foi o primeiro a cruzar a linha de chegada, seguido por Bottas e Lance Stroll, da Williams.

Sebastian Vettel terminou em 4º, com Lewis Hamilton em 5º. Raikkonen, Pèrez, Massa, Hulkenberg, Verstappen, Kvyat e Palmer abandonaram a prova. (ANSA)

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Blog do Carsughi
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Topo