Topo

Fórmula 1

Hamilton diz que Vettel foi rude em batida; ferrarista fala em 'injustiça'

F-1/oficial
Hamilton e Vettel se envolvem em batida no GP de Baku Imagem: F-1/oficial

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Baku (Azerbaijão)

25/06/2017 10h59Atualizada em 25/06/2017 16h59

O GP do Azerbaijão pode mudar os rumos da disputa pelo título entre Lewis Hamilton e Sebastian Vettel: o clima entre os rivais, que era de muito respeito nas primeiras provas da temporada, esquentou depois que o alemão reagiu de forma agressiva ao que considerou uma manobra errada do inglês.

O lance aconteceu durante o segundo período de Safety Car de uma movimentada corrida em Baku: podendo ditar o ritmo pois o carro de segurança iria para os boxes naquela volta, Hamilton saiu bastante lento da curva 15 e Vettel,

Sob bandeira amarela e safety car na pista, o piloto da Mercedes reduziu bruscamente a velocidade na bandeira amarela, fazendo os testes de freio. Vettel não conseguiu frear a tempo e acertou a traseira da Mercedes.

Irritado, Vettel foi tirar satisfação, colocando-se lado a lado com Hamilton e batendo de propósito no inglês. O piloto da Ferrari acabou sendo punido com um stop and go de 10s e teve três pontos somados a sua superlicença. Agora, ele soma 9 pontos nos últimos 12 meses. Se levar mais três pontos na próxima etapa, na Áustria, será banido por um GP.

 

Perguntado pelo UOL Esporte sobre o que pensou no momento em que sentiu a segunda batida, Hamilton, que se mostrou calmo, porém bastante decepcionado com o comportamento de Vettel, disse: “Achei rude. O que aconteceu ficou bem claro. O que eu posso dizer é que a conduta de um tetracampeão hoje não foi correta. Quando o Safety Car liga a luz e mostra que vai para os boxes, eu posso controlar o ritmo, então passei a desacelerar como já tinha feito antes. Mas naquela hora obviamente ele não estava prestando atenção. Não sei que tipo de pena deveria ser dada para esse tipo de conduta. É muito imprudente, é coisa que se vê em kart, não em um tetracampeão do mundo.”

Vettel acusou Hamilton de ter freado deliberadamente para causar a batida, mas o inglês negou que isso tenha acontecido. “Estou liderando e com um ritmo melhor, por que eu iria frear para bater? Não me puniram porque eles viram os dados do meu carro, O que aconteceu foi uma falta de respeito.”

O piloto da Ferrari, por sua vez, disse não ter entendido a punição. “Acho que foi simples. Ele decidiu deixar o Safety Car aumentar a distância, e não é a primeira vez que faz isso. O problema é que, se o cara que está em segundo tem dificuldade, imagine quem está atrás. Não é assim que se faz e não sei por que fui punido e ele não. Ele não pode fazer isso, eu estraguei minha asa dianteira e a traseira do carro dele. Não tenho nada contra ele, só não acho que foi certo o que ele fez.”

A reação do paddock
Foi difícil encontrar no paddock em Baku alguém que tenha apoiado a postura de Vettel. Os ingleses, particularmente, foram bastante duros com o piloto alemão. “Acho que foi uma manobra petulante e algo que um tetracampeão do mundo deveria saber controlar”, disse o campeão de 1996, Damon Hill.

Perguntado pelo UOL Esporte sobre o lance, o vencedor da prova, Daniel Ricciardo, também apoiou Hamilton. “Lewis tem o direito de controlar o ritmo porque ele estava liderando a corrida. Então com certeza não foi culpa do Lewis. Digamos que Seb se empolgou um pouco.”

Após o lance, a corrida acabou tendo bandeira vermelha devido aos vários detritos que estavam na pista e, no retorno da bandeira verde, a peça que serve de encosto para a cabeça de Hamilton estava solta, obrigando o piloto a fazer um pit stop forçado. Com isso, Hamilton acabou voltando atrás de Vettel mesmo após a punição ter sido paga pelo alemão que, acabou chegando em quarto. Como o piloto da Mercedes foi o quinto, Vettel abriu mais dois pontos na liderança do campeonato e agora tem 14 de vantagem após oito etapas.

Revoltado, Vettel colou o carro ao lado de Hamilton e gesticulou. Os dois carros se tocaram novamente, aparentemente com o alemão jogando o carro em cima do rival. Sem danos significativos, os dois carros continuam na prova.

Nos boxes, com a prova interrompida, o inglês saiu do carro para ver se havia alguma avaria na Mercedes. Vettel, que estava metros adiante, reclamava com engenheiros da Ferrari sobre o ocorrido na pista.

Após a prova, Hamilton comentou ao site da Fórmula 1: "Não há nada que eu possa dizer sobre isso. Isso já foi e virou pó", lamentou.

Pouco depois, ao UOL Esporte, Hamilton voltou a ser questionado sobre o comportamento de Vettel: "Ele foi rude", respondeu o inglês.

Vettel diz que Hamilton também deveria ser punido

A organização da prova deu uma punição de 10 segundos nos boxes para Vettel pelo ocorrido com Hamilton. O alemão voltou à frente de Hamilton, mas atrás de outros pilotos. O ferrarista terminou em quarto.

Vettel disse à reportagem que considerou injusto somente ele ser punido pelo choque. "A punição deveria valer para os envolvidos".

 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!