Fórmula 1

Misterioso, Alonso revela ter "boas notícias sobre o futuro" após reuniões

Mark Thompson/Getty Images
Fernando Alonso, da McLaren, no paddock de Baku, no Azerbaijão Imagem: Mark Thompson/Getty Images

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Londres (ING)

27/06/2017 06h31

O humor de Fernando Alonso mudou da água para o vinho ao longo do final de semana do GP do Azerbaijão. E o espanhol já adiantou: o motivo de ter saído de Baku tão feliz da vida não teve nada a ver com os dois primeiros pontos conquistados no campeonato, e sim com boas notícias sobre seu futuro.

As primeiras declarações otimistas de Alonso em relação ao que fará ano que vem foram dadas no sábado, depois de duas reuniões que nenhuma das partes fez questão de esconder e que chamaram a atenção no paddock: na sexta-feira à noite, os chefes da Mercedes, Toto Wolff e Niki Lauda jantaram com Flavio Briatore, que é uma espécie de padrinho do espanhol.

Já no sábado de manhã, o UOL Esporte flagrou uma conversa entre o empresário de Alonso, Luis Garcia Abad, e os dirigentes da equipe Renault, Cyril Abiteboul e Alain Prost. É preciso salientar, contudo, que Abad também cuida da carreira de Carlos Sainz, que tenta a liberação da Toro Rosso ao final da temporada e está na mira dos franceses desde o ano passado.

“Devemos esperar pelas decisões”, disse Alonso, ouvido pelo UOL Esporte em Baku. “No final das contas, foi um bom final de semana em termos e futuro, digamos. Não posso dizer mais do que isso, mas acredito que há coisas interessantes por vir.”

O mais provável é que Briatore esteja ajudando a costurar o acordo para que a Mercedes forneça motores para a McLaren em 2018. O próprio Wolff, inclusive, já avisou que a conversa com o italiano não tem a ver com qualquer mudança na dupla de pilotos de sua equipe. “Não há motivos para questionar isso”, disse.

Alonso vem dizendo que vai tomar uma decisão sobre seu futuro até setembro. O espanhol não esconde seu descontentamento com a falta de desenvolvimento da Honda, que fornece motores para a McLaren. Do lado do time inglês, o chefe Eric Boullier reconheceu em Baku que “é possível” que a equipe mude de parceiro ano que vem. Segundo informações obtidas pelo UOL Esporte, apesar do contrato entre McLaren e Honda ser de longa duração, não há multa no caso de quebra.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Topo